Bahia fomenta atividade turística na região do rio São Francisco

Com cânions, lagos e ilhas, a região do rio São Francisco inclui Alagoas, Bahia, Pernambuco e Sergipe e torna-se possibilidade de Turismo

Bahia

A extensão do rio São Francisco, que inclui Bahia, Sergipe, Alagoas e Pernambuco, deve tornar-se um atrativo ainda mais turístico na região. Com cânions, lagos e ilhas ao redor, o trade turístico baiano pretende incrementar as atividades e números de viajantes por ali. Isso acontece em alinhamento com a retomada do voo da Azul para Paulo Afonso (BA), sinalizada para dezembro. Por isso, a previsão é que o ‘Velho Chico’ receba mais visitantes nos próximos meses.

Entre as propostas apresentadas, Maurício Bacelar, secretário de Turismo da Bahia, sugeriu a reativação do Parque da Chesf, em Paulo Afonso, quando a estatal for privatizada.

“Não podemos deixar escapar esse grande potencial do rio São Francisco para o turismo. Essa proposta da repaginada no Parque da Chesf, que já ofereceu uma série de atrações para o visitante. Seria um marco para a nova fase das atividades na região, principalmente por causa do voo da Azul que beneficiará também os outros estados”, afirma Bacelar.

As estratégias de ampliação na economia da região envolve discusões dos secretários de Turismo dos estados envolvidos. O encontro aconteceu na quarta-feira (6), em Fortaleza, durante a Abav Expo & Collab, no Centro de Convenções do Ceará. Além dos representantes, Carlos Brito, presidente da Embratur, e Gilson Machado, ministro do Turismo, participaram da reunião.

Deixe uma resposta