Bar Convent Berlim, evento internacional do setor de destilados premium, chega ao Brasil

Fernando Hideki Nagamine, gerente de projeto da Reed Exhibitions Alcantara Machado para o BCB - Bar Convent - São Paulo

O Bar Convent Berlim (BCB), ao consolidar tradição de 11 anos como o mais importante evento internacional do segmento de destilados premium e bares, expande suas fronteiras. São Paulo vai receber o evento nos dias 17 e 18 de julho de 2019, dando sequência à ação internacional no segmento, desencadeada pela organizadora Reed Exhibitions Alcantara Machado, que acaba de realizar – junho último – a edição do BCB – Bar Convent Brooklyn, nos Estados Unidos.

Fernando Hideki Nagamine, gerente de projeto da Reed Exhibitions para o BCB – São Paulo, fala das perspectivas com o evento e dos bons ventos que sopram sobre o mercado de destilados de categoria superior no País, bebida cada vez mais presente nos coquetéis ao gosto do consumidor brasileiro.

O que motiva a Reed Exhibitions a realizar o BCB – São Paulo?
O crescente e diversificado mercado de destilados premium no País. De acordo com um estudo da consultoria BMI Research, o consumo de destilados no Brasil tem a expectativa de crescimento anual de 3%, em 2018 e 2019 em termos de volume. Adicionalmente, identificamos que, na última década, a coquetelaria – internacional e nacional – deu um salto quantitativo e qualitativo, conforme atestam os especialistas do setor.

Em que medida o evento cumpre o papel de parceiro estratégico dos empreendimentos alvo, os produtores de destilados premium e bares do País?
Entre as principais missões do evento está incentivar que o Brasil tenha maior representatividade na lista dos 100 melhores bares do mundo. Mas a espinha dorsal desse encontro de negócios é expandir conhecimento, tendências, relacionamento, experiência e negócios, ao promover a aproximação de destacados produtores de bebidas destiladas premium com o universo de bartenders e proprietários de bares e restaurantes. Vamos disseminar conteúdo e a troca de experiências na prova de produto e pequenos workshops.

Qual o cenário do mercado que se poderia traçar para substanciar a realização de um evento direcionado como este no Brasil?
A inevitável tendência da urbanização implica em maior demanda por  alternativas  de  lazer e entretenimento noturno, atrelado a isso uma sensível mudança nos hábitos alimentares. Esse cenário respalda que o evento, focado no segmento de destilados premium, chega em boa hora ao mercado brasileiro. O sucesso do BCB em Berlim, e agora no Brooklyn, nos revela que São Paulo e o Brasil estão prontos para esse encontro de negócios.

Quais os grandes números que dimensionam a importância do evento que chega ao território brasileiro?
O BCB – São Paulo planeja atrair 80 expositores e público de até 3 mil empresários e especialistas do segmento de destilados premium. Em junho deste ano, o BCB – Brooklin reuniu 155 expositores, 3.100 visitantes e serviu de palco para a estreia no mercado de 78 produtos. A edição de 2017 do BCB Berlim teve a participação de 370 expositores, sendo 200 de fora da Alemanha, além de ter sido ponto de convergência de 12 mil profissionais visitantes, de 32 diferentes países. O índice de adesão é expressivo pois, há uma década, o BCB Berlim reunia não mais do que 8 marcas e 500 profissionais visitantes.

No formato pensado pela Reed Exhibitions para o BCB – São Paulo, qual a principal premissa?
O propósito é manter na íntegra o formato original do evento de Berlim que tem no seu DNA a abordagem do expositor ao visitante, muito próxima ao ambiente acolhedor e dinâmico de um bar. O reconhecimento da proposta de valor do BCB por grande parte do mercado brasileiro chancela a chegada da edição na cidade de São Paulo.

Deixe uma resposta