Boeing atualizará software e revisará treinamento de pilotos do 737 Max 8

A nota do CEO da fabricante, Dennis Muilenburg, reconheceu as falhas da aeronave

0
O Boeing 737 Max 8 da Gol, que já deixou de ser operador pela companhia
O Boeing 737 Max 8 da Gol, que já deixou de ser operador pela companhia

A Boeing anunciou medidas para “salvar” o 737 Max 8. Segundo comunicado oficial da empresa, a montadora irá atualizar o software das aeronaves, além de revisar o treinamento dos pilotos do modelo envolvido em dois acidentes fatais nos últimos seis meses.

A caixa-preta do acidente da Ethiopian Airlines, que fatalizou 157 pessoas há oito dias, apontou falhas técnicas no software da aeronave que causou instalabilidade de voo e, possivelmente, provocou a queda.

Contudo, o problema, aparentemente, é o mesmo que levou a queda do avião da Lion Air, na Indonésia, que vitimou 189 passageiros, no ano passado.

A nota da Boeing, assinada pelo CEO da fabricante, Dennis Muilenburg, reconheceu as falhas do 737 Max 8 e prometeu as medidas para retomar as operações do modelo, que foi banido por companhias e governos de diversos países.


LEIA MAIS

Boeing suspende entregas do 737 Max, porém mantém produção

Efeito 737 Max 8: Kayak terá filtro de busca de voos por tipo de aeronave

Trump suspende todos os voos do Boeing 737 Max 8 nos EUA

Confira a nota da Boeing na íntegra:

“Primeiramente e mais importante, nosso profundo pesar e condolências as famílias e amados de quem estava a bordo do voo 302 da Ethiopian Airlines.

A Boeing continua a apoiar as investigações e está trabalhado com as autoridades para avaliar as novas informações conforme elas forem disponibilizadas. Segurança é nossa maior prioridade enquanto modelamos, construímos e apoiamos nossas aeronaves. Como parte de práticas padrões após qualquer acidente, nós examinamos o sesign e operação da nossa aeronave e quando apropriado, instituímos melhorias para aprimorar a segurança.

Enquanto os investigadores continuam a trabalhar para estabelecer as conclusões definitivas, a Boeing está finalizando o desenvolvimento de uma atualização já anunciada de software e a revisão do treinamento de pilotos que irá cobrir as leis de controle de voo da MCAS em resposta às avaliações errôneas dos sensores.

Também continuamos a prover assistência técnica à pedido e direção do Conselho Nacional de Segurança do Transporte [órgão americano] e de um representante legal trabalhando junto aos investigadores da Ethiopian.”


Leia Também:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here