Boletim da Harvard reforça segurança aérea da Delta Air Line

De acordo com o mais recente boletim da Universidade de Harvard, a limpeza aprimorada deve se aliar a outras estratégias de redução de risco

Delta Air Lines

Segundo boletim técnico publicado pela Universidade de Harvard, as práticas de limpeza implementadas pela Delta Air Lines são eficazes para a redução de propagação da covid-19. O estudo descobriu que protocolos de limpeza rigorosos, combinados a uma série de outras iniciativas, oferecem proteção significativa para os viajantes de um voo.

“A pesquisa atual em controle de infecção recomenda que a limpeza aprimorada seja aliada a outras estratégias de redução de risco. Isso inclui exames e atestados de saúde para ajudar a excluir pessoas sintomáticas, utilização de sistemas avançados de ventilação e filtragem em aviões e proteções pessoais, como uso de máscaras faciais e boa higienização das mãos”, diz o relatório de Harvard.

O boletim observa que as empresas aéreas devem se concentrar na limpeza das superfícies da cabine com alta frequência de toque, com desinfecção sistemática dessas áreas entre os voos, diariamente. No caso da Delta, todas as superfícies internas, em todos os voos, são completamente desinfectadas antes da partida com aspersores eletrostáticos, incluindo os banheiros.

A empresa está distribuindo kits de cuidados pessoais aos clientes, disponíveis em todos os seus balcões de venda de bilhetes e portões de embarque, que oferecem um lenço desinfetante para as mãos e uma máscara. Os viajantes também recebem o mesmo tipo de lenço para as mãos ao embarcar.

E, por fim, a Delta se tornará a primeira companhia dos Estados Unidos em que passageiros podem encontrar estações de desinfetante para as mãos perto dos portões de embarque e dos banheiros a bordo de todas as suas aeronaves. Essas instalações começaram em agosto.

“Não conhecemos nenhuma outra companhia aérea que aplique a pulverização eletrostática em todos os voos da mesma forma que a Delta e, com base nos produtos disponíveis no mercado hoje, estamos confiantes de que essa é a melhor maneira de garantir que todas as superfícies sejam desinfectadas”, disse Bill Lentsch, diretor executivo de Experiência do Cliente da Delta.

O boletim de Harvard também observa que os banheiros das aeronaves são áreas de alta frequência de contato que merecem manutenção especial e limpeza entre os voos. Os comissários de bordo da Delta estão limpando os pontos de alto nível de toque dos banheiros com frequência durante cada rota operada. Usando kits que incluem spray desinfetante, lenços e luvas, os comissários de bordo garantem que a higienização completa realizada antes do embarque permaneça eficiente durante o voo.

A Delta instituiu mais de cem medidas de proteção. Todas as medidas implementadas podem ser conferidas neste link.


Deixe uma resposta