Bolsonaro sanciona abertura do capital e veta despacho gratuito

Bolsonaro deixou para aprovar a Medida Provisória no último dia antes da perda de validade da mesma

0
O presidente Jair Bolsonaro pediu a demissão de Teté Bezerra antes da mesma pedir o desligamento (Foto: Rogério Melo/PR)
O presidente Jair Bolsonaro (Foto: Rogério Melo/PR)

O Presidente da República, Jair Bolsonaro, sancionou a Medida Provisória que abre em 100% os investimentos estrangeiros na aviação do Brasil, contudo vetou o retorno do despacho gratuito de uma mala de 23 quilos em voos nacionais, permitindo às aéreas fazerem a cobrança, nesta segunda (17).

O retorno da obrigatoriedade do despacho gratuito, conforme havia sido acrescentado ao texto do MP pela Câmara dos Deputados e ratificado pelo Senado Federal em maio, era um dos pontos criticados por entidades ligados à aviação e ovacionada por órgãos de defesa do consumidor.


LEIA MAIS

+ Sistema de Defesa do Consumidor pede fim da cobrança de bagagem aérea
+ Aprovação da MP do capital estrangeiro no Senado divide opiniões; veja
+ Mala Sem Alça – A polêmica MP que abre investimentos e retoma despacho gratuito

Porém, o veto do presidente Bolsonaro ao despacho gratuito pode ruir. Isso porque a Câmara dos Deputados ainda irá analisar a decisão presidencial e, caso julguem necessário, o veto cai. Contudo, ainda não há data marcada para a análise por parte do legislativo.

Bolsonaro, que já havia manifestado que apenas tomaria uma decisão sobre aprovar ou não o texto da MP na íntegra aos “45 do segundo tempo”, deixou para aprovar a medida no último dia antes da perda de validade da mesma.


Leia Também:

Cabo Verde melhora conexão Europa-Salvador com frequências extras
Embraer e United Airlines assinam contrato para até 39 jatos E175
Passaredo inaugura rota Petrolina-Salvador e visa expandir operações

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here