Botswana será usada como inspiração para o turismo do Pantanal

Viagem a Delta do Okavango visa a absorção de práticas de preservação ambiental e turismo sustentável
África
Foto: reprodução

Na última terça-feira (11), aconteceu uma expedição para Delta do Okavango em Botswana, para documentar as práticas de turismo e conservação da natureza. A viagem contou com Angelo Rabelo, presidente do Instituto Homem Pantaneiro (IHP) e cinegrafistas da Eureka Filmes, de Corumbá (MS).

“Vamos conhecer a experiência do Okavango, que se tornou um exemplo de oportunidades para empresários e população, construindo uma estratégia em que todos sobrevivem, a natureza é protegida e as pessoas passam a ter qualidade de vida e os negócios acontecem”, afirma Rabelo.

A ação conta com apoio da ‘Documenta Pantanal’, SOS Pantanal e também de Alexandre Bossi da Pandhora Investimentos. A viagem idealizada por Roberto Klabin, proprietário do Refúgio Ecológico Caiman acontece a convite da Natural Selection, empresa africana e terá dez dias de duração.

“A expectativa de conhecer um caso de sucesso de turismo em áreas de conservação como uma alternativa de negócio vai ao encontro daquilo que temos buscado nos últimos 30 anos para o Pantanal, que, além de suas atividades tradicionais, como a pecuária, é cenário de uma exuberante vida selvagem”, reforça Angelo.

A equipe cinematográfica produzirá filmes de curta duração abrangendo questões que vão da preservação ambiental à infraestrutura hoteleira. O conteúdo será exibido nas redes sociais dos integrantes da iniciativa e empresários que atuam no Pantanal.


Leia mais:

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui