Braztoa: afiliadas apontam que abril foi melhor que março de 2021

Esse é um dos dados captados no mais recente estudo da Braztoa, que representa cerca de 90% das viagens de lazer comercializadas no Brasil

operadoras Braztoa
Roberto Nedelciu, presidente da Braztoa

Para 69% das operadoras Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa), o mês de abril melhor ou similar a março. Esse é um dos dados captados no mais recente estudo da organização, que representa cerca de 90% das viagens de lazer comercializadas no Brasil.

A percepção, que, com muita cautela, vem adquirindo ares positivos, está inteiramente ligada ao aumento do interesse do consumidor em procurar os operadores para decidir como, onde e quando serão seus próximos roteiros. 62% das operadoras relataram que as consultas e cotações para viagens nacionais cresceram ou, ao menos, se mantiveram nos patamares do mês anterior. Quando tratamos das viagens internacionais, esse percentual sobe para 86%.

76% das operadoras realizaram vendas para destinos internacionais e 73% disseram ter vendido viagens nacionais, sendo que outros 17% não operam nacional e 10% não realizaram venda para dentro do Brasil. Em relação ao volume de vendas efetivadas, para 59% das empresas, o faturamento representa 25% em relação ao mês de abril pré-pandemia. Já 28% das operadoras indicaram números melhores, com faturamento entre 26% e 50% quando relacionados aos índices pré-pandêmicos.

A lista de destinos nacionais mais comercializados traz Maceió, Salvador, Fortaleza, Foz do Iguaçu, Gramado, Jalapão, Rio de Janeiro e São Paulo (capital). Já no internacional, Punta Cana, Cancun, Maldivas, Cidade do México e Dubai se destacam.

Expectativas

Para 45% das operadoras, o faturamento médio deve ser recuperado no primeiro semestre de 2022, enquanto 35% acreditam que os índices normais de vendas serão retomados no segundo semestre do próximo ano.

Entidade de vanguarda e sem fins lucrativos, a Braztoa promove ações e parcerias que valorizam as atividades empresariais dos associados, apoiando o desenvolvimento do mercado turístico de forma sustentável.

A associação também tem realizado, desde o início da pandemia de 2020, um trabalho consistente de gestão de crise, levado informações e orientações ao setor e ao consumidor final e realizado levantamentos mensais de dados sobre a comercialização e gestão de seus operadores de turismo, disponíveis no endereço.

Deixe uma resposta