British Airways deve perder US$ 50 milhões ao dia com greve em agosto

O estopim da eminente greve da British Airways foram pagamentos que não teriam sido feitos para os funcionários da companhia
british airways

A British Airways está prestes a passar por um período de greve de seus pilotos, em agosto. A companhia britânica estima que deverá perder cerca de US$ 50 milhões por dia, segundo o Skift, resultado da paralisação, afetando 145 mil passageiros diários da aérea.

O estopim da eminente greve da British Airways foram pagamentos que não teriam sido feitos para os funcionários da companhia. Na última terça (23), 93% dos 4 mil pilotos da empresa votaram por dar prosseguimento a paralisação.


LEIA MAIS

+ British Airways firma compromisso de compra de 42 Boeing 777-9
+ British Airways apresenta B747 retrô em ano de centenário
+ American e British Airways unificarão operações em Nova York

A British tenta manter as negociações com os colaboradores, a fim de evitar a paralisação das operações em todo o mundo, o que marcaria a primeira grande greve da companhia desde 1970.

A demanda dos pilotos da British é que haja o pagamento de uma parcela dos ganhos acumulados pela companhia em 2018. A IAG, a empresa matriz da aérea, obteve ganhos de 3,2 bilhões de euros no ano passado.


Leia Também:

Latam coloca em operação primeiro Boeing com novas cabines; confira
Delta lança novo sistema de entretenimento personalizado para clientes
Azul incrementa operações na Bahia e anuncia nova rota para Campinas (SP)

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui