Cadastur chega a 118 mil profissionais cadastrados

53% de todos os cadastros no Cadastur estão concentrados em quatro estados do país: São Paulo (26.636), Rio de Janeiro (19.555), Minas Gerais (11.313) e Rio Grande do Sul (7.642)

cadastur

O Ministério do Turismo (MTur) a caba de anunciar 20 mil novos registros realizados neste ano no Cadastur, totalizando 118.786 prestadores de serviços. Trata-se de uma marca histórica e o número é 20% maior do que o registrado no ano passado (98.986).

Todas as unidades da federação efetuaram novos cadastros ou renovaram os registros em número superior ao ano passado, sendo que em 15 destes registros ultrapassaram a marca de mil profissionais e, em 10 estados, o aumento foi de mais de 110% na comparação com 2019. Em relação aos novos registros ou renovações, os destaques ficaram por conta de Goiás (+ 175%), Piauí (+ 140%), Mato Grosso (+ 122%), São Paulo (+ 119%) e Minas Gerais (+ 118%).

“Mesmo em um ano atípico para o turismo, por conta da pandemia de Covid-19, alcançamos uma importante marca para o setor em direção a um turismo totalmente legalizado no país, desde a hospedagem a outros serviços. Os números demonstram que estamos no caminho certo quanto ao trabalho de sensibilização, orientação e fiscalização que temos realizado, em parceria com os órgãos estaduais de turismo”, avalia Marcelo Álvaro Antônio, ministro do Turismo.

Segundo a Lei Geral do Turismo, o registro no Cadastur é obrigatório para sete categorias do setor, sendo que a maior parte dos cadastros, atualmente, é de agências de turismo (33.256). A obrigatoriedade do registro alcança ainda quem exerce a profissão de Guia de Turismo (24.397) ou é proprietário de meios de hospedagem (16.430), transportadora turística (14.651); organizadora de eventos (6.604); acampamento turístico (304); e parque temático (175).

Ao todo, 53% de todos os cadastros no Cadastur estão concentrados em quatro estados do país: São Paulo (26.636), Rio de Janeiro (19.555), Minas Gerais (11.313) e Rio Grande do Sul (7.642). As atividades cuja inscrição é facultativa somam 22.969 registros.

 “Em socorro a empreendedores do setor de turismo diante dos impactos da Covid-19, liberamos, por exemplo, o crédito histórico de R$ 5 bilhões via Fungetur. Para acessarem estes recursos, os empreendedores precisaram estar registrados no Cadastur. Outra iniciativa federal, cuja adesão também está condicionada à inscrição no Cadastur, é o Selo Turismo Responsável – uma sinalização visual que atesta que estabelecimentos cumprem protocolos de biossegurança garantindo mais segurança a consumidores neste momento de retomada”, pontua William França Cordeiro, secretário nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo.

Deixe uma resposta