Canadá, Portugal e Suécia são os mais amigáveis ​​para viajantes LGBT+

3

Os países mais amigáveis ​​para os viajantes LGBT são o Canadá, Portugal e Suécia. O resultado, aliás, foi apontado recentemente pelo Spartacus Gay Travel Index 2019. Os três países empataram no topo do ranking. E, além disso, outros 13 – quase todos europeus – ocupam o quarto lugar.

O índice fez a análise e classificou 197 países. Para isso, levou-se em conta 14 critérios. Como, por exemplo, legislação anti-discriminatórias, leis sobre casamento e parceria civil. Bem como questões acerca de adoção, direitos transgêneros e perseguição, entre outras.

LEIA MAIS:
+ Disney anuncia primeira parada LGBT+ em um de seus parques
+ Colômbia lançará guia LGBT durante a Fitur 2019
+ IGLTA e Interamerican se unem para divulgar Convenção de Turismo LGBT+ em NYC

A ascensão de Portugal ao primeiro lugar neste ano foi um grande salto em relação ao ano passado. Anteriormente, o país ficou em 27º lugar no índice. Portugal, Canadá e Suécia receberam uma nota máxima este ano por suas leis anti-discriminatórias.

Demais países

Já o Brasil ocupa a 68ª colocação. Ao lodo dele estão, assim, países como Albânia, Aruba, Benin, Bulgária, China, Japão, Kosovo, Sérvia, Mônaco e outros. Entre os critérios que deixaram o País nesta colocação estão, por exemplo, o desrespeito a pessoas trans e a influência religiosa. Além disso, a hostilidade da população e a violência e assassinatos também impactaram negativamente a avaliação.

A nação menos amigável, em contrapartida, é a Chechênia. O país, portanto, é o número 197. Segundo o levantamento, em “perseguições organizadas pelo Estado e assassinatos de homossexuais”. Além disso, os cinco últimos são Somália, Arábia Saudita, Irã e Iêmen. Ademais, todos eles receberam notas negativas por assassinatos e sentenças de morte envolvendo a comunidade LGBT+.

Confira o ranking com os 16 países mais amigáveis:
1. Canadá
1. Portugal
1. Suécia
4. Áustria
4. Bélgica
4. Dinamarca
4. Finlândia
4. Islândia
4. Luxemburgo
4. Malta
4. Holanda
4. Nova Zelândia
4. Noruega
4. Reunião
4. Espanha
4. Reino Unido

Fonte: Forbes

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here