Capital estrangeiro é autorizado nas companhias aéreas

1

Foi autorizada hoje, por meio de uma medida provisória, a entrada de até 100% de capital estrangeiro em companhias aéreas brasileiras. A medida se trata de uma das principais reivindicações da cadeia produtiva do setor. Além disso, é um dos temas centrais de atuação da Embratur nos últimos anos.

Segundo a presidente do instituto, Teté Bezerra a ampliação da participação estrangeira representa um avanço para o Turismo. “O Turismo é uma atividade com forte viés econômico. A medida proporciona o aumento expressivo da conectividade aérea do Brasil, um dos principais entraves para o crescimento do número de turistas internacionais. Com mais opções de voos e criação de novas rotas, mais estrangeiros virão ao Brasil”, explica.

Teté ainda ressalta que a iniciativa estimula a competição no setor aéreo, a desconcentração do mercado doméstico e o aumento da quantidade de cidades e rotas atendidas. Tudo isso, segundo a presidente, contribui para a recolocação do País como destino turístico no mercado internacional.

Recuperação judicial da Avianca Brasil

Países concorrentes da América do Sul, como o Chile, a Bolívia e a Colômbia já autorizam o controle acionário de empresas locais por estrangeiros. A edição da Medida Provisória aconteceu poucos dias após o pedido de recuperação judicial da Avianca Brasil.

A medida que estabelece a abertura do capital estrangeiro das aéreas é um pleito antigo do setor. A aprovação do pedido de votação em regime de urgência aconteceu há nove meses. Mas, até o momento, a matéria não havia sido votada pelo Plenário da Câmara dos Deputados.

Novo modelo

A mudança no modelo de gestão da autarquia irá possibilitar o descolamento dos recursos do instituto do Orçamento Geral da União. Assim, será possível a efetivação de parcerias com a iniciativa privada. Além disso, haverá o alinhamento ao trabalho realizado pelas principais potências mundiais, como Estados Unidos, Austrália e Espanha.

“O Turismo tem passado por grandes transformações nos últimos anos. O Brasil tem potencial significativo para este setor, mas precisa acompanhar esse movimento. A mudança proposta hoje pelo Governo poderá mudar o patamar competitivo do Brasil no cenário internacional”, conclui.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here