Carnaval: ponto facultativo ou feriado? Confira decisão das capitais

Algumas capitais decidiram cancelar o carnaval e tirar o ponto facultativo do período. Confira a decisão dos principais destinos

Carnaval: ponto facultativo

O carnaval é um período muito esperado por muitos viajantes, mas, neste ano, a espera pela folia vai ter que esperar em muitas cidades brasileiras, incluindo aquelas que são consideradas as principais e mais procuradas pelos festeiros, que cancelaram o ponto facultativo do carnaval. Segundo o Kayak, a cidade do Rio de Janeiro é mais buscada para o período, seguido por São Paulo, Recife, Fortaleza e Salvador.

Confira o ranking completo:

  • Rio de Janeiro  
  • São Paulo           
  • Recife  
  • Fortaleza            
  • Salvador             
  • Florianópolis     
  • Maceió
  • Porto Seguro
  • Natal
  • Porto Alegre

Segundo Gustavo Vedovato, gerente nacional do Kayak no Brasil, o Turismo vem registrando uma retomada gradual e os brasileiros querem viajar. “O Nordeste segue sendo a região mais pesquisada. Destinos de praias e atividades ao ar livre estão liderando as buscas. Mas o mais importante é que as pessoas se protejam, evitem aglomerações e sigam os protocolos de segurança e de combate à covid-19”, comenta.

Nessa linha, o metabuscadora criou a campanha #ViajeComProteção. A ação foi feita para incentivar as pessoas a viajarem com responsabilidade, reforçando o uso de máscaras e o distanciamento social.

Carnaval: ponto facultativo

Apesar de muitos desejarem, o momento pede cautela e, por isso, muitas cidades já anunciaram que, neste ano, o Carnaval não será considerado feriado – nem ponto facultativo. Confira algumas das decisões de alguns desses destinos.

Rio de Janeiro

A cidade do Rio de Janeiro anunciou o cancelamento da festividade por conta da pandemia de covid-19. A fim de incentivar também as não aglomerações durante o período, lançou a iniciativa “Blocos de Rua Unidos pelo Distanciamento”, que quer conscientizar a população para que não haja reuniões neste período. A ação também se tornou uma campanha para arrecadar fundos para auxiliar àqueles que sofrem sem a renda da folia.

Ao comprar a camiseta da campanha, a pessoa escolhe o bloco de sua preferência que vai receber a ajuda. Todo o lucro será revertido para essas agremiações. A ideia é que o projeto ajude tanto na ampliação do recado de distanciamento quanto na ajuda financeira para quem trabalha com a folia.

Os blocos entregaram a Eduardo Paes, prefeito da cidade, um termo de compromisso, prometendo promover, juntos, o melhor carnaval da história em 2022. “Talvez tenha sido um dos atos mais tristes da minha vida cancelar o carnaval. Mas é um ato de respeito às vidas. O carnaval de rua é uma conquista de todos aqui. Não poderia esperar outra atitude de vocês. Muito obrigado pela compreensão e empatia”, comenta o prefeito.

São Paulo

João Dória, governador de São Paulo, anunciou nesta sexta (29), que o estado decidiu não fornecer ponto facultativo nos dias de Carnaval. A decisão segue as recomendações do Centro de Contingência do Coronavírus.

“Não haverá o feriado de Carnaval este ano. Esta é a recomendação do Centro de Contingência, de 20 médicos, cientistas e especialistas, para com isso manter sob controle a expansão da pandemia”, disse Doria.

O feriado está suspenso nas repartições e serviços públicos, que vão ter expediente regular entre os dias 15 e 17 de fevereiro. A ideia é desincentivar aglomerações comuns em festejos de carnaval, além de evitar a circulação de pessoas e proteger vidas em um momento que o número de casos aumenta.

“Estamos em uma segunda onda da covid-19. Não é razoável que festividades e encontros venham a ocorrer diante de uma situação tão trágica e tão difícil. Nós, evidentemente, não estamos impedindo, nem poderíamos proibir as pessoas de viajarem. Mas não teremos feriado de Carnaval em todo o estado de São Paulo”, completou o governador.

As prefeituras possuem a prorrogativa de conceder ou não ponto facultativo nos dias de carnaval aos serviços municipais. “A Prefeitura de São Paulo já tomou essa decisão de também suspender o ponto facultativo e a nossa recomendação, assim como da Associação Paulista de Municípios, é que sigam essa prerrogativa da Ciência e da Medicina”, enfatizou Marco Vinholi, Secretário de Desenvolvimento Regional.

Recife

Segundo o Comitê de Enfrentamento à Covid-19 de Pernambuco, não haverá ponto facultativo para os servidores públicos nos dias previstos para acontecer o carnaval de 2021, que seria entre os dias 13 e 17 de fevereiro. A decisão visa frear aglomerações no período, considerado um dos mais importantes no calendário estadual. As festividades do ano já haviam sido canceladas desde dezembro de 2020, por conta do atual momento epidemiológico.

“A segunda e a terça-feira, que sempre foram ponto facultativo, não serão este ano. Os servidores públicos vão trabalhar normalmente. Na próxima semana, iremos anunciar um projeto de lei com auxílio financeiro para os artistas, que não poderão realizar suas atividades no período carnavalesco”, enfatizou o secretário de Turismo e Lazer de Pernambuco, Rodrigo Novaes, durante a coletiva.

Fortaleza

O Tribunal de Justiça do Ceará confirmou que haverá expediente normal no judiciário cearense entre os dias 15 e 17 de fevereiro, que corresponderia ao carnaval, conforme já anunciada por Camilo Santana, governador do estado, no dia 8 de janeiro.

O executivo afirmou que não haverá pontos facultativos no ínterim, justamente para conter os danos da pandemia, e que qualquer tipo de festa ou evento em ambiente público ou fechado também estão proibidos.  

Salvador

O governo da Bahia e a prefeitura de Salvador confirmaram que não haverá ponto facultativo nas datas que seriam reservadas para o carnaval, na última terça (26). A decisão foi tomada entendendo que não há motivo para decretar ponto facultativo nesse período e que o poder público visa desestimular ocorrência de qualquer evento que incentive a aglomeração e, consequentemente, aumente o número de vítimas da doença.

Segundo Bruno Reis, prefeito de Salvador, a cidade vem realizando um bom trabalho no combate ao vírus e que a cidade está próxima de vencer esse período de crise, justamente por conta do trabalho realizado pelas equipes e pela conscientização do público.

Belo Horizonte

O carnaval de Belo Horizonte, seguindo o movimento de demais cidades, também não será realizado este ano. A prefeitura ainda não definiu se a festa ocorrerá em outros períodos do ano ou se a festividade ocorrerá somente em 2021. O carnaval é considerado uma das festas que mais atrai turistas e movimenta a economia da capital mineira.

No ano passado, a cidade atraiu grande número de foliões. Foram 4,5 milhões de pessoas nas ruas das cidades entre os dias 8 de fevereiro e 1º de março de 2020.

Outras cidades mineiras também estão definindo seu posicionamento sobre a festa. Contagem e Nova Lima, por exemplo, ainda não deram um posicionamento oficial. Betim e Ribeirão das Neves decretou ponto facultativo entre os dias 15 e 17 de fevereiro. Ouro Preto, por sua vez, decidiu manter o feriado e busca patrocínio para que a festa seja realizada apenas de forma virtual.

Deixe uma resposta