Catalunha inaugura escritório oficial em São Paulo

Por: Priscila Ferraz

Com o objetivo de fortalecer ainda mais o fluxo de turistas da América do Sul para a região da Catalunha, na Espanha, a Agência Catalã de Turismo decidiu estabelecer um escritório em São Paulo, que será chefiado pelo executivo Joan Romero. A apresentação do espaço para a imprensa aconteceu hoje, dia 15.

 

A principal estratégia será a divulgação de grandes atividades promocionais. Este ano, por exemplo, será o “Ano do Turismo Família”, com concentração de roteiros que privilegiam também o lado enograstronômico da região. “Oficialmente inauguramos o escritório em 1º de janeiro, mas o funcionamento efetivo se deu de um mês para cá. A ideia do escritório é ajudar empresas catalãs e se instalarem no Brasil e que empresas brasileiras invistam no destino. O primeiro motivo da escolha de São Paulo é que a capital abriga 60% das empresas internacionais que se estabelecem na América Latina. O segundo motivo são os voos diretos e o interesse das companhias em elevar a frequência – entre as quais Singapore Airlines, Avianca e Aerolineas Argentinas. Em São Paulo encontramos o principal aeroporto da América Latina em nível econômico”, apontou Romero.

 

A nível de países emissores controlados pelo executivo, o Brasil lidera com 142 mil visitantes ao ano, seguido da Argentina, com 121 mil turistas. “Queremos atuar fortemente na promoção e consolidação do turismo na Catalunha, colocar a região como opção quase natural na hora de as pessoas com potencial para viajar definirem seus destinos. A abertura dessa frente reforça a presença catalã nos mercados nos quais há grandes possibilidades de crescimento do fluxo turístico”, disse.

 

O escritório de São Paulo irá promover o turismo catalão em mercados como Brasil, Argentina, Chile, Peru e Colômbia. Apesar de a Catalunha ter mais de 30 escritórios comerciais pelo mundo, este será seu 12º totalmente dedicado ao turismo.

 

Em 2011, 49 milhões de turistas sul-americanos viajaram para o exterior (40 milhões por motivos de lazer e 9 milhões por motivos de negócios). Estima-se que neste ano esse número deva atingir 57 milhões.

 

Ano do Turismo Família


A estratégia com vistas aos públicos com maior potencial considera a América do Sul, especialmente mercados como Brasil, Chile, Argentina, Colombia e Peru. Sob esse aspecto, como ponto de atração, o vinho exercerá papel de fundamental importância, já que permite incursões sobre o turismo rural e de aventura no destino.

 

O executivo ainda destacou que a Catalunha sempre foi um lugar para férias em família, principalmente se for considerado que 60% dos visitantes são representados por este público. O tema, então, foi escolhido por este motivo e por coincidir com o vigésimo aniversário da proclamação do Ano Internacional da Família pela ONU.

 

“Diante deste cenário, vamos realizar uma intensa programação com a finalidade de destacar ainda mais a posição da Catalunha como um destino ideal para famílias com crianças”, explicou o ministro da Turismo da Catalunha, Felip Puig.

 

Promoção do Turismo Família


O Departamento de Turismo Catalão programou uma série de ações destinadas a aumentar e promover este tipo de turismo. Haverá uma campanha publicitária específica com a destinação de 1,5 milhão de euros em alguns mercados (o que inclui a América do Sul).

 

A ampliação de acordos de intercâmbio com vários departamentos do governo, instituições e agências de turismo catalão e local, a fim de fornecer incentivos também faz parte do planejamento. Além disso, haverá atividade de promoção nos mercados, a criação de um hotsite especialmente dedicado ao tema e uma campanha em redes sociais.

 

As ações do “Ano do Turismo Família” começarão neste mês, quando iniciam as campanhas de promoção e as primeiras iniciativas para chamar a atenção do público, e irão até o final do ano, com muitas ofertas e promoções do turismo familiar, enograstronômico e de neve.

 

“Haverá sem dúvida muitas ofertas e promoções, com descontos especiais para crianças que em alguns casos chegam a 50% em relação aos preços e taxas convencionais”, explicou Romero. Além disso, estão previstas muitas atividades lúdicas para as famílias e seus filhos (crianças e jovens), por parte da rede hoteleira, com atividades específicas, competições, sorteios e muitos prêmios.

 

Relacionamento com operadores


Romero acredita no investimento em relacionamento com operadores de interesse. Além de sua presença ser uma das ferramentas para atrair visitantes, o escritório pretende buscar referências entre os operadores e investir em, por exemplo, campanhas online. “Temos interesse em criar um pool de operadores que sejam dedicados e especializados no destino. E que eles queiram crescer, mostrem que têm uma visão de longo prazo”, considerou.

 

No momento, estima-se que 30% do turismo mundial são de famílias. Trata-se de um turista que viaja a lazer (geralmente nas férias, mas também em datas especiais como Páscoa e fins de semana prolongados. As estadias são em média longas, entre sete e dez pernoites). Além disso, quando em férias com a família, o turista considera esse período como um tempo especial de qualidade para as relações familiares, o que o leva a analisar a viagem não como despesa, mas como um investimento em algo que ficará na lembrança para toda a vida.

 

 

Priscila Ferraz de Mello

Deixe uma resposta