Início Ricardo Hida

Ricardo Hida

Ricardo Hida é formado em administração pela FAAP e pós-graduado em comunicação pela Cásper Líbero. Foi diretor da H&T Eventos, executivo de vendas na Air France-KLM, gerente de marketing na Accor Hospitality e diretor adjunto do Escritório de Turismo da França no Brasil. Atualmente é CEO da Promonde. Ele escreve às quartas-feiras no portal Brasilturis e colabora com o jornal impresso a cada dois meses. Contato: ricardo@promonde.com.br

    Luxo e sacrifício

    Início do ano 2000.  Em um dos mais badalados desfiles da estação, ouvi de uma das maiores editoras de moda do País: “O Brasil sabe fazer oba oba e carão. Se não mudar o jeito de ver as coisas, não vamos conseguir chegar em um patamar internacional, apesar do...

    Mais Lidas

    Luxo eterno ou transformador

    Sempre que sou chamado para uma consultoria ou curso sobre o tema luxo no turismo e na hotelaria, começo com as tradicionais provocações sobre o conceito, a história e as características dos bens e serviços de alto padrão. Pouca gente sabe a razão de a França ter se tornado...

    Última semana

    Aeroporto de Londrina passa a oferecer reserva de estacionamento

    Após parceria firmada em março deste ano entre CCR Aeroportos e Estapar, o Aeroporto de Londrina, no Paraná, passa a oferecer aos...

    Hard Rock Hotel Riviera Maya recebe espetáculo Rock Circus

    O Hard Rock Hotel Riviera Maya está com uma nova atração nas noites de quinta, sexta e sábado, o Rock Circus. O...

    Emirates investe US$ 2 bilhões para aprimorar a experiência do cliente a bordo

    A Emirates está investindo mais de US$ 2 bilhões para aprimorar a experiência do cliente a bordo, incluindo um programa massivo para...

    Turismo no Brasil perdeu R$ 6 bilhões com a Guerra na Ucrânia

    Passados quatro meses do início da guerra na Ucrânia, uma das atividades econômicas mais impactadas pelo conflito – o segmento de viagens...
    "As maiores crises de marcas só ganharam amplitude porque foram mal gerenciadas." Por Ricardo Hida Você se enganou se pensou que eu iria falar de política neste artigo. Meu foco é tratar de marketing e comunicação e como o seriado da Netflix pode servir de case para qualquer profissional de relações...

    Vaca atolada (e não é o prato)

    Certa vez ouvi de um turista alemão: enquanto estiver jovem quero visitar destinos exóticos, longínquos e com pouca infraestrutura. O meu país eu vou conhecer quando estiver velho, com menos paciência para viagens longas e cansativas. Essa visão do turismo sempre esteve presente junto aos viajantes do Velho Mundo. Compreendi...

    Quando batata vira referência

    Por Ricardo Hida Há alguns anos, trabalhando como voluntário em uma quermesse, eu presenciei uma discussão que sintetiza a nossa realidade atual - não apenas no Brasil, mas no mundo. Ao final do primeiro dia, o caixa da barraca não fechava. Havia mais dinheiro que o previsto. Um grupo de...

    À espera de um milagre

    Por Ricardo Hida No passado se reclamava pro bispo. Agora do bispo. Mas não entendo a surpresa. Alguém poderia esperar uma administração diferente do Marcelo Crivella? Muita ingenuidade do cidadão do Rio esperar algo diferente de alguém que, senador e ministro, foi relevante como uma mosca. Um artigo meu, na...

    Facebook, já em declínio?

    Por Ricardo Hida Pouco antes do Carnaval, a Folha de S.Paulo, o jornal mais lido do país, goste-se ou não, informou os internautas que não publicará mais nada no Facebook. Segundo eles, a nova estratégia da rede social, privilegiando no feed de notícias do usuário as publicações de seus amigos...

    Santos Dumont era millennial?

    Por Ricardo Hida Há pouco mais de dez anos a Folha de S.Paulo, em sua revista semanal, publicou uma matéria que explicava o porquê de os turistas brasileiros optarem, durante viagens internacionais, pelas companhias aéreas estrangeiras em detrimento das nacionais. Mesmo se as tarifas eram as mesmas e se havia...

    Você na tevê

    Por Ricardo Hida Tudo o que se podia falar da importância do YouTube na comunicação das empresas já foi dito. Os números e pesquisas estão disponíveis para os mais descrentes. Mas, surpreendentemente, a maioria das empresas no turismo não possui uma estratégia clara e as ferramentas corretas para trabalhar com a mídia...
    Além de dirigir a Promonde e dar aulas, tenho outra ocupação na vida: sou astrólogo. Ao contrário do que muita gente pensa, astrologia não é um oráculo baseado em fatos subjetivos. Exige anos de estudo e prática. Para resumir bem, durante muito tempo o homo sapiens olhou para o céu...