Centro de Visitantes do Parque dos Corais de Búzios agora é gratuito

Por: Camila Oliveira

 

Agora é gratuito o passeio ao Centro de Visitantes do Parque dos Corais de Búzios, na Rua das Pedras, no Rio de Janeiro. É possível conhecer a beleza, a importância e as normas de conduta do parque natural, por meio da exposição multimídia, que conta com projeções de vídeos em alta definição e telas interativas com informações e jogos. O espaço idealizado, realizado e gerido pelo Projeto Coral Vivo, conta com o patrocínio da Petrobrás, por meio do Programa Petrobrás Ambiental, e parceria com a prefeitura de Búzios.

 

“A reformulação da parceria firmada com a prefeitura local, viabiliza a visitação de mais turistas”, afirma o coordenador do Projeto Coral Vivo, o biólogo marinho, Clovis Castro. Trata-se do moderno centro de visitantes de parque marinho. O intuito é levar experiências de encantamento para conscientizar o público sobre a importância da preservação do parque natural, que fica no fundo do mar e inclui os núcleos Bardot, Tartaruga e João Fernandes.

 

O Centro de Visitantes do Parque dos Corais de Búzios conta com alta tecnologia para proporcionar a sensação de imersão aos visitantes. O projeto cenográfico, multimídia e interativo para a exposição foi criado pela produtora carioca SuperUber, especializada em unir arte, design e inovação tecnológica.

 

As paredes da histórica casa da Colônia de Pescadores Z-23 são ocupadas por projeções de vídeos em alta definição com peixes, corais, algas, entre outros que habitam o mar de Búzios. Essas imagens formam um grande mosaico, com fragmentos inspirados no formato de pólipos de corais. O público é convidado a desvendar o mar, livremente. Além disso, há quatro telas interativas, que levam informações e jogos com temas como conservação, educação ambiental, pesquisa, oceanografia e ambientes marinhos.

 

A ideia do Projeto Coral Vivo é que o visitante se sinta envolvido, como admirador e participante ativo da exposição e, assim, se perceba parte desse ecossistema. Um pequeno museu com peças físicas fica disponível já na entrada. Do lado de fora, chama a atenção o aquário com espécies vivas da região, tratadas pelos experientes biólogos marinhos do Coral Vivo. A renda da lojinha, com roupas e objetos exclusivos, é destinada a ações ambientais e de pesquisa desse projeto sem fins lucrativos.

 

CO

 

Deixe uma resposta