Centro histórico de João Pessoa ganha projeto cultural aos domingos

Por: Camila Oliveira

 

A proposta municipal de ocupação do centro histórico, por meio de ações de fomento, ganha mais um projeto, que estreia neste domingo, dia 15. O ‘Domingo É Dia’ tem concentração a partir das 15 horas, no Beco da Cachaçaria Philipéia, com a Orquestra de Frevo Cabo Branco. Em seguida, a festa segue em arrastão para a Casa da Pólvora, onde se apresenta a BandaUns e o cantor e compositor Chico Limeira. A iniciativa é fruto de uma parceria entre a Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope) e o Bloco Vai Tomar no Centro.

 

O ‘Domingo É Dia’ está inserido em outro projeto, o ‘Corredor Cultural’, que acontece nas tardes de sábado, também na Cachaçaria Philipeia, com a apresentação de grupos da cultura popular, logo após o ‘Sabadinho Bom’. Agora, os domingos também passarão a ser animados no Centro Histórico da Capital, ao ritmo de marchinhas de carnavais e sambas.

 

Um dos diretores do Bloco Vai Tomar no Centro, Pedro Rossi, explicou que a ideia do ‘Domingo é Dia’ foi inspirada em uma iniciativa carnavalesca que deu certo. “Depois que passou o Carnaval, vimos que não poderíamos deixar morrer aquilo que realmente nos inspirou a realizar a festa. Ou seja, o objetivo de trazer a população para o Centro Histórico”, ressaltou. Agora, escolhemos o domingo e aliamos com o gancho do projeto ‘Corredor Cultural’, que é a proposta da Funjope de ocupar o Centro Histórico”, justificou.

 

O projeto foi criado em fevereiro de 2011, por alunos do curso superior de Msica da UFPB e por profissionais que já atuavam no mercado. O grupo fará um “arrastão” no final da tarde, seguindo até a Casa da Pólvora.

 

CO

 

Deixe uma resposta