Chile revoga quarentena para estrangeiros a partir de novembro

Com apresentação do teste RT-PCR negativo no Chile, turistas de fora do país não precisam mais cumprir os cinco dias de isolamento

Chile

Depois da Argentina, o Chile também decidiu, nesta quarta-feira (6), afrouxar restrições à entrada de estrangeiros. A partir de 1º de novembro, a apresentação do resultado negativo do teste RT-PCR, feito na chegada ao país, basta para o viajante não realizar a quarentena obrigatória de cinco dias. A informação foi confirmada pelo Ministério da Saúde chileno.

De acordo com Paula Daza, subsecretária de Saúde Pública do Chile, a decisão se resguarda, principalmente, na baixa em casos da Covid-19 entre os viajantes. “Determinamos que os turistas estrangeiros cumpram a quarentena de cinco dias ou até que o resultado do exame RT-PCR, realizado no Chile, seja divulgado”, diz em nota.

O resultado pode levar de um a dois dias, liberando o turista após a negativa para a doença. Além disso, deve-se considerar que o isolamento temporário será realizado no endereço declarado pelo viajante, em hotel ou residência informado em seu formulário de entrada no país.

As fronteiras do Chile estão abertas desde 1° de outubro, exigindo apresentação de PCR negativo antes do embarque, comprovante de vacinação completa, seguro de viagem com cobertura mínima para benefícios de saúde de US$ 30 mil, autorrelato diário sobre o estado de saúde e, agora, somente até 31 de outubro, quarentena obrigatória de cinco dias.

Deixe uma resposta