China, Etiópia e Indonésia suspendem voos com o Boeing 737 Max 8

A aeronave já esteve no centro de um outro acidente aéreo, há apenas cinco meses

4
O Boeing 737 Max 8 volta aos centros das atenções após o acidente fatal na Etiópia
O Boeing 737 Max 8 volta aos centros das atenções após o acidente fatal na Etiópia (Foto: Divulgação)

O acidente aéreo que deixou 157 mortos na Etiópia, no domingo (10), resultou em questionamentos e na suspensão das operações dos aviões modelo 737 Max 8 na China, Etiópia e Indonésia, segundo informou o G1.

As causas para o acidente do voo da Ethiopian Airlines, que saída de Adis Abeba, para Nairobi, no Quênia ainda são desconhecidas. Contudo, como forma de precaução, os três países optaram por cessar as operações com a aeronave.

A aeronave da Boeing já esteve no centro de um outro acidente aéreo, há apenas cinco meses. O acidente da Lion Air deixou 189 mortos na Indonésia. Na época, uma falha em um dos sistemas automáticos da aeronave teria feito leituras incorretas que estariam forçando um movimento incorreto do avião, deixando-o instável.

Diante dos fatos recentes, os três países decidiram suspender o uso do 737 Max 8, ainda por tempo indeterminado. No Brasil, a Gol é a única companhia que faz uso do modelo. Assim, a empresa o utiliza em rotas internacionais.

LEIA MAIS

Chuvas afetam voos em São Paulo na noite de domingo e nesta manhã

Reino Unido confirma planos de voos em caso de não-cumprimento do Brexit

Azul negocia 30 aeronaves e 70 pares de slots da Avianca Brasil

4 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here