Cia de Trem do Corcovado e Setur-RJ assinam termo de compromisso

Por: Camila Oliveira

 

A Secretaria de Estado de Turismo do Rio de Janeiro (Setur-RJ) e a Companhia de Trem do Corcovado assinaram hoje, dia 6, um termo de compromisso em que constam soluções e medidas preventivas que serão adotadas para a normalização da operação do Trem do Corcovado.

O objetivo da Companhia de Trem de Corcovado, Concessionária da estrada ferroviária do Corcovado, em firmar o termo de compromisso com a Secretaria de Estado de Turismo do Rio de Janeiro é melhorar a operação do trem do corcovado durante o período da alta estação turística. Na ocasião, foi reiterado o compromisso de mobilização do corpo funcional da estrada de ferro do Corcovado, a exemplo do que foi realizado na JMJ quando a linha foi operada ininterruptamente, 24 horas, sem que fosse registrado nenhum incidente.

O teor da carta de compromissos assumidos pela Companhia de Trens do Corcovado com a Setur, assinada por Ronald Ázaro, secretário de Turismo do Estado do Rio de Janeiro e por Sávio Neves, presidente da Companhia de Trens do Corcovado, inclui a instalação de kit de emergência em todos os vagões, incluindo lanterna121, ferramentas e equipamentos de comunicação. O termo ainda diz que a companhia deverá colocar em cada viagem um mecânico capacitado para solução imediata de possíveis problemas técnicos; ampliara a venda antecipada pela internet que hoje já corresponde a 93%; estabelecer ações de conforto para os passageiros, com distribuição de água e assistência a idosos e a portadores de necessidades especiais; e informar em regime de plantão à Setur qualquer problema operacional mais grave que resulte impacto no translado dos passageiros.

Ainda durante o encontro, Sávio Neves, presidente da Cia de Trens do Corcovado, afirmou que desde 2005 foi protocolado o pedido à Secretaria de Patrimônio da União do Governo Federal com o projeto de renovação da frota, com a aquisição de três novos trens suíços da STADLER, com o dobro de capacidade de passageiros. Hoje a capacidade máxima é de 300 passageiros/hora, totalizando 4,2 mil pessoas/ dia com os novos trens a capacidade diária passa a se de 9 mil pessoas dia. O Governo Federal até hoje não autorizou a renovação da frota, que possui 35 anos de serviço.

CO

Deixe uma resposta