Circuito Litoral Norte comemora dois anos de atuação; confira resultados

O sucesso foi tão grande que atraiu o município de Bertioga, que também passou a fazer parte da região turística do Circuito Litoral Norte

Circuito Litoral Norte

Sonho antigo das cidades que compreendem a região (Caraguatatuba, Ilhabela, São Sebastião e Ubatuba) para unificar o desenvolvimento do turismo e atuar de forma conjunta ampliando resultados, o consórcio turístico alcançou importantes resultados tanto em geração de negócios, quanto em divulgação e desenvolvimento de marca. O sucesso foi tão grande que atraiu o município de Bertioga, que também passou a fazer parte da região turística do Litoral Norte de São Paulo em agosto de 2019.

Atuando de forma associada à Secretaria de Turismo do Estado, Ministério do Turismo, Embratur e entidades como Sebrae, Abav, ABIH e Unedestinos, o Circuito Litoral Norte de São Paulo alçou novos voos em sua trajetória rumo à integração e profissionalização do Turismo na região, com foco no desenvolvimento de um destino cada vez mais forte nacional e internacionalmente.

As ações regionais da Secretaria de Turismo de Estado são geradas via consórcio, garantindo rapidez e integração na estratégia turística. Neste ano, foi desenvolvido o Projeto de Rotas Cênicas, que planeja intervenções turísticas durante todo o percurso das rodovias pelo Litoral Norte, como paradouros, mirantes, totens informativos, estacionamentos, sinalizações e também o Projeto de Rotas Turísticas, que visa criar rotas temáticas regionais com a essência do local como Roteiros Gastronômicos, de Ecoturismo, Culturais, de Turismo Náutico, Religiosos, de Aventura, entre outros.

O Circuito Litoral Norte gera economia no compartilhamento dos custos de todas as ações estratégicas e promocionais – como observatório de turismo, feiras, marketing digital, famtours, treinamentos, assessoria de imprensa – além de permitir maior exposição ao somar o produto turístico de cinco municípios que se complementam na oferta. É uma ferramenta de gestão pública inteligente criada na lei dos Consórcios 11.107/2005. Gera benefícios e uma consciência de união aos municípios.

Segundo Gustavo Monteiro, secretário executivo: “o consórcio passa a ser uma entidade fundamental na gestão intermunicipal, pois é profissionalizante, apartidário e é um facilitador de negócios entre o poder público e o trade de turismo. Com planejamento complementar aos planos de Turismo municipais, conta com o apoio das Secretarias municipais de Turismo, grandes realizadores deste consórcio, mas também da Secretaria Estadual e Ministério do Turismo, facilitando esse relacionamento através da política de regionalização do Turismo, com ações estratégicas e práticas gerando negócios diretos para quem faz acontecer, o trade turístico. Desenvolver e gerar demanda qualificada para o trade regional é nossa luta diária e temos conseguido isso com humildade e união”.

Negócios gerados

Tendo a movimentação da economia pelo turismo como um dos principais objetivos, o consórcio realizou, entre 2019 e 2020, diversas ações de capacitação e treinamento com os fornecedores do trade e operadores de polos emissores no Brasil, Argentina, Canadá, Colômbia, Bolívia e EUA, assim como rodadas de negócios e encontros entre agentes públicos e privados que atuam no Turismo.

Foi o caso do 1º Encontro do Circuito Litoral Norte, realizado em outubro do ano passado em São Sebastião, que resultou no cadastro, conhecimento e geração de negócios entre cerca de 250 empresas, e possibilitou a integração entre autoridades locais, estaduais e profissionais do trade com palestras e workshops de relevância.

No ano passado, o Circuito também se destacou entre as rotas turísticas do Estado, sendo a primeira a ser contemplada com o programa Investe Turismo, do MTUR, que conta com investimento inicial de R$ 200 milhões para impulsionamento do Turismo e geração de empregos em rotas estratégicas.

“Fazer parte do Consórcio Litoral Norte propicia à Bertioga uma maior visibilidade como turismo de alto valor. Outro importante ponto é a possibilidade de projetos conjuntos com outros municípios, com rateio de ações como a divulgação nacional e internacional das cidades, marketing digital, Observatório de Turismo regional, dentre outras ações que somadas passam de um milhão de reais de investimento. Fora isso, os investimentos vindos dos governos federal e estadual tendem a ir prioritariamente para aqueles que trabalham de forma regional, em detrimento dos individuais”, acrescenta Ney Carlos da Rocha, secretário de Turismo de Bertioga.

Durante a pandemia, buscando uma alternativa para manter o mercado aquecido e apoiar os empresários locais, o consórcio lançou uma campanha de antecipação de vendas, que gerou mais de 120 novos negócios ativados nas cinco cidades, apresentando o trade regional a operadores como CVC, Decolar, Abreutur, Orinter e Interep. Com o sucesso da ação e destino regional em foco, o consórcio atraiu dois novos operadores que irão lançar, ainda neste ano, o destino Litoral Norte em portfólio: a FRT Operadora e a Compass Brazil, qualificando a oferta de turistas.

Para Adriana Balbo, secretária de Turismo de São Sebastião, a ação consorciada fortalece a missão de tornar a cidade um destino turístico reconhecido e procurado nacional e internacionalmente.

“Esse grupo de cinco cidades representa o Litoral Norte participando de dezenas de feiras e eventos nacionais e internacionais, ações de marketing, desenvolvimento, fomento e ações para a retomada do turismo e da economia no período pós-pandemia do coronavírus, possibilitando, dessa forma, fortalecer e impulsionar nosso trabalho, e contribuindo para atingir e buscar o turista em todo o canto do mundo, encantando-o com a beleza da região, o potencial no ecoturismo, na gastronomia, na cultura e no setor hoteleiro”, ressalta.

Integração entre as cidades

Outro ponto fundamental na ação consorciada de municípios é a união para ampliar resultados. E, no Litoral Norte de São Paulo, o consórcio turístico vem propiciando essa convergência de atrações, fornecedores, equipamentos e serviços de forma consolidada.

Para Bianca Colepicolo, secretária de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Ilhabela, fazer parte do Circuito Litoral Norte só engrandece o destino. “Em especial pela integração dos parques estaduais. As cinco cidades, juntas, têm uma grande reserva de Mata Atlântica, com beleza indescritível à beira-mar que pode ser roteirizada e vendida como uma experiencia única para viajantes de todo o país e do mundo. O Litoral Norte tem uma conexão muito forte com o paulista, que vem aproveitar a praia. Mas ele aproveita muito pouco dessa vocação como destino de natureza e aventura. Por isso, estar consorciado tem atraído a atenção de agências e operadoras de grande porte do mundo todo, que passam a se interessar no destino como um todo”.

Tanto na massiva participação em feiras e eventos nacionais e internacionais, quanto na potencializada divulgação da região como um único produto turístico, o Circuito Litoral Norte teve, até agora, grande êxito em reunir as semelhanças e particularidades de cada cidade integrante de forma equiparada e precisa.

De acordo com Potiguara do Lago, secretário de Turismo de Ubatuba, as ações que o consórcio vem desenvolvendo junto com as secretárias de Turismo das cinco cidades são muito importantes para reuni-las como uma região grande e não somente como um destino isolado.

“Para nós, essas ações têm sido fundamentais, pois, sozinhos, não teríamos recursos suficientes para estar em todos esses eventos que participamos pelo Circuito Litoral Norte. Temos uma visibilidade maior do que teríamos se fossemos apenas uma cidade isolada no mapa. Essas ações, que antes eram pulverizadas, ficaram mais fortes e frequentes”, afirma.

Já Adriana complementa que, com a atual administração de São Sebastião presidindo o consórcio, foi possível contribuir de forma atuante e responsável, liderando na forma de administrar e gerenciar. “A Prefeitura de São Sebastião participou de 55 feiras e eventos de turismo no Brasil e no exterior, sendo 31 internacionais e 24 nacionais. Os investimentos em feiras nacionais e internacionais de turismo resultam em um incremento de 45% da economia local, favorecendo assim a geração de emprego e renda”.

Outra ação importante que rendeu bons frutos tanto para o empresariado, quanto para as gestões municipais, foi o Observatório de Turismo, que fornece dados como estimativas de demanda turística, movimento nas rodovias e rodoviárias regionais, número de empregos gerados pelo segmento e evolução das taxas de ocupação dos meios de hospedagem para análise do comportamento do setor e aprimoramento de seu desenvolvimento.

“As cidades têm muitas coisas em comum, mas cada uma tem suas particularidades que formam uma região muito diversificada. O consórcio tem feito ações interessantes como o Observatório de Turismo, tanto para o turista, quanto para os empresários e as prefeituras, que apresenta o fluxo, o perfil do turista e diversas outras informações que nos auxiliam a trabalhar melhor o planejamento do setor”, reconhece o representante da pasta em Ubatuba.

Renovação e consolidação de marca

Ampliar a participação digital da região e consolidar uma marca renovada e moderna também foi um dos pilares da atuação do Circuito Litoral Norte no período.

Mesmo antes da pandemia, que afetou de forma significativa o mercado turístico e as relações do consumidor com as empresas, o consórcio já vinha investindo em ferramentas digitais para conquistar relevância entre os turistas e o trade.

Além de ampliar as informações de experiências e fornecedores no site, foi criada uma seção de blog, onde entram publicações institucionais e assuntos relevantes aos empresários e visitantes do Litoral Norte paulista; assim como um canal no YouTube, para apresentar as principais potencialidades da região.

Entre as estratégias também estão os impulsionamentos e investimentos em redes sociais e buscadores, assim como assessoria de imprensa e relações públicas.

Na estratégia digital, o consórcio prevê que o funil de conversão atraia o turista pelo conteúdo relevante impulsionado ou pela busca de assuntos de interesse encontrados no destino – buscadores – e gera fluxo para o site recheado de informações atualizadas semanalmente e com a oportunidade de acessar os fornecedores para realizar essa experiência. A ideia é gerar negócios diretos para o trade turístico, sendo eles o destino final do funil de conversão.

Pensando em incrementar a divulgação do destino, o Circuito já realizou duas viagens com canadenses – uma para imprensa e outra para operadores – e, para um futuro próximo, planeja focar em polos emissores da América do Sul e outros estados brasileiros, já com uma press trip sobre protocolos seguros marcada para novembro com a mídia boliviana, que busca outras opões dentro da América do Sul para substituir o Caribe como destino.

“O Consórcio soma muito no que se diz respeito à divulgação, participação em mídias, assessoria de comunicação muito forte, levando o nome das cidades e do consórcio para uma diversidade muito grande de meios de comunicação e fazendo com que tenhamos uma visibilidade no mercado turístico”, completa Maria Fernanda Galter Reis, secretária de Turismo de Caraguatatuba.

O Circuito Litoral Norte teve um papel fundamental para tornar a região o principal destino regional do Estado de São Paulo, devido a sua integração na oferta de experiências complementares e formatação de produtos regionais pelo trade local, que entrega essas experiências de forma segura e inovadora. O objetivo é posicionar a região como principal destino de turismo de natureza e praia do Brasil, concorrendo com destinos nacionais já consolidados na escolha dos visitantes nacionais e internacionais.

Deixe uma resposta