CNC e Sesc promovem seminário para fomento do Turismo Social

O evento, que será realizado na próxima quinta-feira (4), contará com cerca de 15 especialistas que farão conferências e palestras durante o encontro

0

A fim de explicar como o turismo pode promover a inclusão e a acessibilidade, respeitando os destinos e o indivíduo, a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e o Serviço Social do Comércio (Sesc) realizarão o seminário Turismo Social, na próxima quinta-feira (4). O evento, que conta com o apoio da Fecomercio-RJ, da Associação Brasileira de Turismo Social (Abrastur) e da Organização Internacional de Turismo Social (Oits), vai debater e dar mais visibilidade a essa atividade.

Entre os objetivos do encontro, está também gerar propostas de políticas públicas que incentivem ações voltadas ao crescimento do segmento, favorecendo o ambiente de negócios, os empreendimentos sociais e valorizando a prática do turismo para todas as camadas da sociedade.


LEIA MAIS:
+ Visto eletrônico injeta cerca de R$450 milhões na economia em 2018
+ FecomercioSP: Isenção de vistos deve quadruplicar visitas ao Brasil
+ Melhor Câmbio aconselha viagens internacionais com queda do dólar

“Com este seminário, a CNC pretende estabelecer sinergias que resultem em ações concretas em prol de um setor que tem muito a crescer e contribuir para a economia e o desenvolvimento social do País”, afirma José Roberto Tadros, presidente da Confederação.

Ao todo serão 15 especialistas divididos em três painéis, duas conferências e uma palestra. Entre os profissionais internacionais está Sergio Rodriguez Abitia, presidente para as Américas da Organização Internacional de Turismo Social (Oits Américas), que fala na conferências sobre o setor e as oportunidades de negócios.

Já Francisca Retamal, do Serviço Nacional de Turismo do Chile (Sernatur), apresenta o programa de turismo social do Chile, considerado um case de sucesso por equilibrar as necessidade da demanda e da oferta, com integração entre os setores público e provado. O encerramento do evento fica por conta do economista Márcio Favilla, que foi diretor executivo da Organização Mundial do Turismo de 2010 a 2017.

O primeiro painel vai discutir os desafios de manter o percentual de ocupação hoteleira na baixa temporada. Em seguida, outro painel vai mostrar como a segmentação pode ser um potencial para o mercado voltado ao turismo social. Por fim, no último painel serão discutidas propostas para uma política pública de turismo social no Brasil.

Logo após o debate sobre políticas públicas para o Turismo Social, o Ministério do Turismo (MTur) fará o lançamento do documento Diretrizes para o Desenvolvimento do Turismo Social no Brasil, que vem do trabalho realizado pela Câmara Temática de Turismo Responsável, do Conselho Nacional de Turismo (CNT) do MTur.

Os interessados podem acompanhar e participar do seminário, que terá transmissão ao vivo, no dia 4 de julho, a partir das 9h, na páginas do Sistema CNC, no Facebook ou no canal da CNC no Youtube.


LEIA TAMBÉM:
– CNC prevê crescimento de 2,3% no PIB em 2019; saiba mais
– CNC registra aumento de 13,1% de consumo em fevereiro frente a 2018

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here