Comissão extra: MSC Cruzeiros bonifica agentes por remarcações

Comissão extra
MSC Musica (Foto: Divulgação/MSC)

Comissão extra é a proposta da MSC Cruzeiros para bonificar os agentes de viagens brasileiros. Diante do recente cancelamento da temporada 2020-2021 na Argentina e no Uruguai, o Brasilturis Jornal perguntou à armadora sobre uma possível gratificação aos profissionais que ficarão a cargo das remarcações.

A empresa informou hoje que irá aplicar 5% de comissão adicional à da reserva original já efetuada. A inciativa vale exclusivamente para remarcações por meio de carta de crédito, com foco nos profissionais que tenham clientes com reservas nos dois navios impactados pelo cancelamento. A comissão extra se aplicará sobre o valor neto do cruzeiro (taxas não inclusas) para todas as cartas de crédito requisitadas pelos agentes de viagens e é válida apenas para reservas individuais.

A armadora esclareceu, ainda, que o bônus de crédito a bordo oferecido aos clientes impactados para utilização em um próximo cruzeiro varia de acordo com a quantidade de noites reservadas. Passageiros com até seis noites recebem EUR/USD 100, os que compraram sete ou mais noites terão EUR/USD 200. Vale lembrar que o valor é creditado por cabine, independentemente do número de ocupantes.

Entenda o caso

A armadora cancelou a temporada sul-americana do MSC Musica – navio que estava designado a roteiros de sete noites, com escalas alternadas em Santos (SP), Montevidéu e Punta del Este (Uruguai), Buenos Aires (Argentina) e Itajaí (SC), além da travessia de retorno à Europa – e do MSC Sinfonia, navio que estaria dedicado aos mercados argentino e uruguaio.

A decisão é resultado da intenção, manifestada pelo governo uruguaio, de manter as fronteiras fechadas durante a temporada de verão, o que inviabiliza a operação. A nota de esclarecimento, enviada pela MSC destaca que a empresa mantém contato com as autoridades, portos e destinos do Brasil para reforçar a segurança conquistada por meio do desenvolvimento e da aplicação de um protocolo abrangente e ativo, desde 16 de agosto, data de reinício da navegação do MSC Grandiosa pelo Mediterrâneo.

A MSC Cruzeiros apresentou o documento – que tem mais de 300 páginas – às autoridades brasileiras em julho e, desde então, aguarda autorização dos órgãos de vigilância sanitária para voltar a operar no País. A temporada está prevista para ser iniciada em 19 de dezembro deste ano e terá, se aprovado o plano, os navios MSC Seaview – com embarques em Santos (SP) para roteiros pela região Nordeste – e MSC Preziosa – que realizará minicruzeiros pela região Nordeste.

Deixe uma resposta