Como atrair novos clientes pela internet?

0

Por Ricardo Pomeranz*

No artigo anterior, vimos a importância de criar um website responsivo e com conteúdo atraente para engajar o internauta. Agora focamos na atração dos interessados para sua página. Essas são duas etapas da estratégia do marketing digital que devem ser trabalhadas simultaneamente e que se complementam. Afinal, um website com ótimo conteúdo e poucas visitas tem pouca utilidade. Da mesma maneira uma estratégia para atrair muitos visitantes não se sustenta com um website pobre em conteúdo.

Uma das maneiras mais conhecidas de atrair os internautas é por meio de mídia on-line. Através dela, você anuncia para os consumidores enquanto eles navegam na internet, buscam informações ou utilizam as redes sociais. As duas principais opções existentes na atualidade são links patrocinados e Facebook Ads.

Link patrocinado x Facebook Ads

Links patrocinados compõem anúncio nos principais mecanismos de busca, como Google, Yahoo e Bing. O processo é bastante simples: basta você criar uma mensagem de texto descrevendo seu anúncio e associar a um grupo de palavras que as pessoas têm interesse em buscar. Quando o internauta visualizar e clicar no anúncio, ele será direcionado para o seu website.

O Google, que é o veículo com a maior representatividade nesse mercado, disponibiliza uma ferramenta gratuita, chamada Adwords, para criar a gerenciar links patrocinados. Caso você ainda não a tenha utilizado, minha sugestão é que faça um teste. Os passos são muito simples, e o investimento é mínimo. Você só vai pagar pelos anúncios nos quais o internauta clicar. A exposição da mensagem não gera nenhum custo e você pode limitar o gasto máximo que deseja efetuar.

Já o Facebook Ads prevê anúncios na maior rede social que existe e funciona de maneira diferente dos links patrocinados. Em vez de apresentar o conteúdo toda vez que o internauta procurar por uma palavra ou expressão, o Facebook permite o direcionamento do anúncio para um grupo de pessoas que navega na rede. Os anúncios podem ser no formato gráfico – o que demanda o trabalho de criação visual da mensagem – ou na forma de amplificação de um post de conteúdo.

Em ambos os casos, você identifica quem é o público-alvo do seu anúncio, com informações como faixa etária, sexo, interesse, e a mensagem é direcionada especificamente para esse segmento.  Repito o conselho: caso você ainda não tenha utilizado mídia no Facebook, faça um teste. É muito simples criar um anúncio com um post de conteúdo, com investimento mínimo.

Uma pergunta frequente é quando utilizar o Google e quando a melhor opção é o Facebook? Em geral, o Google é utilizado para potenciais clientes que estão em etapas mais próximas da compra. São pessoas que indicam um determinado interesse, apresentado na forma da busca. Já o Facebook é mais apropriado para pessoas que estão nas fases iniciais do processo de compra.

Existem formas mais sofisticadas de mídia on-line que permitem otimizar os resultados de aquisição de novos internautas, como as estratégias de retargeting e email remarketing.  Elas fogem do escopo desse artigo, mas ficam aqui identificadas para aqueles que tenham interesse em pesquisar mais a fundo seu funcionamento. Também me coloco à disposição para auxiliar quem desejar.

Agora que já sabemos como atrair os internautas e construir presença de conteúdo forte através do website, o próximo passo é converter o interessado em cliente. Como fazer isso utilizando estratégias de automação de marketing será o tema do próximo artigo. Até lá!

* Ricardo Pomeranz é diretor de estratégia da Inroots, especialista e consultor em transformação digital. ricardo@inroots.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here