Walt Disney World expõe ferramentas de trabalho aos agentes de viagem

Por: Priscila Ferraz

ORLANDO – No dia 8 deste mês, a gerente de treinamento de vendas, Florencia Rettazzini, ofereceu uma palestra sobre o complexo Disney e todos os seus benefícios aos agentes de viagem convidados para a Super FAM realizada pelo Visit Orlando. O evento também reuniu a gerente de vendas, Deborah Baldin e a responsável por vendas e operações de viagem em todo o mundo, Sarah Domenech, que cederam ao Brasilturis Jornal mais informações sobre o Walt Disney World.

 

Um dos aspectos trabalhados durante a palestra foi sobre um site especial para os agentes (www.disneyagentesdeviagens.com.br). Totalmente em português, o domínio funciona como uma ferramenta de trabalho, onde é possível obter detalhes e mapas sobre os parques e hotéis, planos de refeição disponíveis, vídeos, além de poder realizar cursos online – que emitem certificados ao final.

 

O Walt Disney World possui 122 km² de propriedades, que incluem quatro parques temáticos, dois aquáticos, duas áreas de entretenimento, diversas lojas, quatro campos de golf, mais de 100 restaurantes temáticos e 26 hotéis com mais de 31 mil quartos. Cada parque temático (Magic Kingdom, Animal Kingdom, Epcot e Hollywood Studios) pretende passar uma mensagem aos seus convidados, além de oferecer inúmeras atrações de entretenimento.  “O agente de viagem ocupa um papel fundamental ao visitante, principalmente àqueles que vêm pela primeira vez. Ele será o responsável por oferecer um roteiro personalizado e que inclua toda a magia da Disney”, explica Florencia.

 

O sistema de ingressos “Magia à sua maneira” dispõe de várias opções que se adaptam a diferentes clientes. Há o pacote básico, que inclui apenas ingressos para os quatro parques, mas também é possível desfrutar de outras opções, que são agregadas a esse pacote inicial. O “Park Hopper” é uma facilidade para quem pretende ficar vários dias dentro do complexo. Com ele é possível entrar e sair de todos os parques quantas vezes quiser durante um período pré-determinado.

 

O pacote “Mais diversão” inclui visita aos dois parques aquáticos e o “Sem expiração” dá acesso livre ao turista, que pode visitar o que quiser e quando quiser. “Esse pacote é indicado principalmente para quem tem casa em Orlando e nos visita sempre”, comenta Deborah.

 

O “Fast Pass” também é outra possibilidade que os agentes podem oferecer a seus clientes. Com ele, o turista enfrenta uma fila especial (e de menor duração) para que tenha acesso às atrações de forma mais rápida. “É importante colocar que a internet, hoje, é o maior concorrente dos agentes de viagem. Mas é preciso que expliquemos que estamos vendendo os serviços diferenciados e personalizados, e não o preço”, expõe a gerente de treinamento de vendas.

 

Novidades no Magic Kingdom

 

A área chamada Fantasyland já se encontra em expansão e pretende aumentar já no próximo ano. Além disso, em março ou abril de 2014 está programada a inauguração de uma nova montanha-russa com o tema da princesa Branca de Neve.

 

O parque, que já oferece paradas com os personagens à tarde e à noite, contará com mais uma, diferente das demais, antes do anoitecer. “Vamos abrir também uma área completa inspirada no filme Avatar, com várias atrações diferentes. Já começamos a construção, que tem previsão de entrega em 2017”, disse Sarah Domenech.

 

Hotéis Resort Disney

 

Há quatro opções de hospedagem no complexo Walt Disney: moderada, econômica, luxo e vilas. Os benefícios de se hospedar dentro do complexo são a facilidade de estar perto dos parques, os meios de transporte e estacionamentos gratuitos, as horas extras para ficar dentro dos parques (chamadas de Extra Magic Hours) e os serviços especiais oferecidos a grupos.

 

Planos de refeições

 

Os pacotes incluem uma refeição com serviço de mesa e uma com serviço de balcão, um lanche rápido (snack) e uma caneca. Já o plano de refeições rápidas inclui duas refeições com serviço de balcão, um lanche rápido e uma caneca. “Ao aderir a esses planos de refeição o cliente consegue poupar até 30% do que pretendia gastar com alimentação”, explica Florencia.

 

 

Priscila Ferraz de Mello

Deixe uma resposta