Abav Expo: “Convertidos à causa do turismo”

0

Autoridades do Turismo nacional durante cerimônia de abertura da Abav Expo (Foto: Chris Flores)

Por Camila Lucchesi 

Mil marcas expostas em 24 mil metros quadrados, 57 palestras confirmadas e 23,7 mil inscrições prévias. Esses são os principais números da 44ª edição da Abav Expo Internacional de Turismo e 46º Encontro Comercial Braztoa que começou hoje e segue até sexta-feira (30), no Expo Center Norte, em São Paulo (SP).

Agentes de viagens, representantes de todos os segmentos do trade e autoridades lotaram o auditório durante a solenidade de abertura. No primeiro evento realizado em sua gestão, Edmar Bull reforçou a vocação da feira para os negócios, para iniciar e consolidar relacionamentos. O presidente da Abav Nacional (Associação Brasileira das Agências de Viagens) pediu que o governo tenha sensibilidade em torno da lei 13.315/2016 que reduziu de 25% para 6% o imposto de renda sobre remessas para o exterior. “Continuaremos trabalhando para ver se conseguimos ser como outros países. Ou seja, chegar a zero”, disse.

Conforme havia informado em entrevista ao Brasilturis, outros pleitos à frente da entidade incluem rever o ISS e o PIS Cofins, lutar pela liberação dos cassinos no Brasil e pela continuidade da flexibilização dos vistos a turistas estrangeiros. Parceira nas batalhas pelo turismo e na realização da feira, Magda Nassar se declarou feliz por dividir o momento com Bull. A presidente da Braztoa (Associação Brasileira das Operadoras de Turismo) comemorou a boa relação das entidades citando um provérbio. “Se quer ir rápido, vá sozinho; se quer ir longe, vá acompanhado”, afirmou.

Magda ainda comparou a participação da atividade no PIB brasileiro e na média de outros destinos internacionais – 3,3% contra 9% – e pediu que os presentes cobrassem os próximos governantes para o fim da bitributação de impostos. Ela destacou a diversificação da feira e o compromisso com a inovação, citando como exemplo a realização do Hackathon Viagens. Inédita, a maratona de programação teve 128 inscritos de todo o Brasil que competirão pelo título de melhor solução tecnológica para o trade.

José Alves, secretário de turismo da Bahia, enfatizou a importância dessa iniciativa e classificou a combinação de ferramentas tecnológicas com a experiência do agente de viagens como insubstituível. “Os agentes têm sido testados pelas novas ferramentas. Alguns ficam pelo caminho, mas muitos melhoram. É preciso evoluir para acompanhar o ritmo”, definiu o representante do estado anfitrião do evento.

Nilo Sergio Felix, secretário de turismo do Rio de Janeiro e presidente do Fornatur, ressaltou a valorização da imagem do País após os Jogos Olímpicos e Paralímpicos e propôs que a organização da feira da Abav considerasse a possibilidade de fazer um rodízio entre a capital paulista e a Cidade Maravilhosa como sedes do evento anual da Abav. “A oferta hoteleira passou de 29 mil para 60 mil leitos, houve renovação dos meios de transporte e criação de novos cenários”, argumentou.

Vinícius Lummertz reforçou o case dos eventos esportivos como catalisador para que o Rio de Janeiro concluísse um processo bem sucedido de transformação urbana. Em um discurso inspirado, o presidente da Embratur defendeu a importância do turismo, “sobretudo em um momento no qual é preciso sair da paralisia da crise e gerar empregos”. O presidente criticou a falta de incentivos para o empreendedor no Brasil e a burocracia, defendeu a criação de um ambiente de negócios que favoreça a atração não só do turista como também de investidores internacionais e levantou a bandeira do turismo como prioridade nacional. “Peço a todos vocês, os já convertidos à causa do turismo, que levem a mensagem para fora dessa sala”, finalizou.

Alberto Alves (Ministro do Turismo), Laércio Benko (secretário de turismo de São Paulo), Rubens Schwartzmann, Rui Alves, Marco Ferraz, Alexandre Sampaio e Alcindo Lima (respectivamente presidentes da da Abracorp, AirTKT, Clia Abremar, Confederação Nacional do Comércio e SPCVB).

Números atualizados

No fim do dia, Edmar Bull atualizou os dados informados pela manhã. Segundo o presidente da Abav Nacional, as inscrições prévias chegaram a 24,2 mil e s inscrições para as palestras da Vila do Saber saltaram de 5,2 mil para 7,5 mil. Segundo ele, mais de 12 mil visitantes passaram pelos corredores do Expo Center Norte no primeiro dia do evento. “Os mapas acabaram, estamos rodando mais para entregar amanhã.

Bull informou a conclusão do recadastramento de todas as agências Abav e marcou para abril de 2017 a entrega de números consolidados dos associados da entidade. O projeto do Big Data é liderado por Luís Vabo, diretor de tecnologia e inovação da associação e parte de respostas fornecidas mensalmente pelos associados para a criação do banco de dados que incluirá características diversas das agências, como número de funcionários, segmento de atuação e volume de vendas serão. As respostas individuais serão sigilosas e o processo se repetirá por cinco meses, sendo que a finalização da fase de coleta está prevista para março, seguida pela compilação e divulgação de números que prometem dar uma radiografia do setor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here