Copa celebra 70 anos de conexão com Américas

A Copa Airlines, subsidiária de Copa Holdings, S. A., celebrou seus 70 anos de história com um evento especial realizado em seu hangar de manutenção no Panamá. Na ocasião, foi recordado como, em 1947, um grupo de panamenhos empreendedores e com visão de futuro se uniu à Pan Am para fundar a Copa Airlines, que iniciou seus serviços domésticos conectando a capital do Panamá com duas cidades locais.

Hoje, 70 anos depois, a Copa Airlines conta com a rede de rotas mais completa da América Latina, conectando um total de 75 destinos em 31 países em todo o continente americano. Esse contínuo crescimento só é possível, em grande parte, graças à efetividade do Centro de Conexão das Américas, que transformou o Aeroporto Internacional de Tocumen no centro de conexões líder na América Latina e reforçou o papel do Panamá como eixo estratégico de conectividade, logística e comércio continental.

“Há sete décadas, pensar que a Cidade do Panamá se transformaria na cidade mais conectada do continente americano e que a Copa seria uma referência na indústria da aviação parecia um sonho muito distante. Hoje, com muito orgulho, posso dizer que, graças às pessoas que nos acompanharam no caminho, à confiança de nossos clientes e parceiros e, claro, a nossos milhares de colaboradores, a Copa Airlines mudou a forma de voar na América Latina”, afirmou Pedro Heilbon, presidente executivo da Copa Airlines.

O crescimento da Copa Airlines durante esses 70 anos também se deu graças a importantes parcerias que permitiram fortalecer o produto e o modelo de negócio da companhia aérea panamenha. A mais importante delas se deu em 1998 quando se formou a aliança com a Continental Airlines (hoje, United Airlines). Com a Continental, a Copa teve um grande avanço em tecnologia, processos comerciais, operacionais, de manutenção, entre outros aspectos. Essa aliança foi determinante para a entrada da companhia na bolsa de valores em Wall Street, ao final de 2005, quando a Continental vendeu sua participação acionária.

Também naquele ano, a Copa deu um passo importante em seu processo de internacionalização, com a aquisição da companhia aérea colombiana AeroRepública S.A., hoje Copa Colômbia. Outros passos importantes em sua expansão se deram quando a companhia passou a fazer parte da Star Alliance, a rede de companhias aéreas mais importante do mundo, em junho de 2012; em 2015, quando sua frota totalizou 100 aeronaves; quando foi premiada como “A segunda companhia aérea mais pontual do mundo”, pela OAG e se ratificou como a primeira na América Latina de acordo com a Flighstats, e como a “Melhor Companhia Aérea da América Central e do Caribe”, e “Companhia Aérea com as melhores equipes de bordo e de aeroportos da América Central e do Caribe”, segundo a Skytrax.

Em relação à sua moderna frota, que hoje totaliza 101 aeronaves, a Copa Airlines, a partir de agosto de 2018, começará a receber os primeiros aviões 737 MAX 9, de um total de 71 aeronaves 737 MAX 8, 9 e 10. Também em 2018 entrará em operação o Terminal B do Aeroporto Internacional de Tocumen, expandindo a capacidade atual para 54 portões de embarque de contato e 12 posições remotas, assim como novas facilidades de migração, alfândega e outros serviços que aprimorarão a experiência de viagem em Tocumen.

Heilbron finalizou seu discurso ressaltando que na Copa Airlines “continuaremos trabalhando com o foco em conectar cada vez melhor as Américas, para que mais famílias possam se manter unidas, pessoas desfrutem das maravilhas da região, para que o Panamá e as comunidades em que operamos se desenvolvam, os negócios e profissionais prosperem e que seres humanos se beneficiem”, concluiu.

O evento contou com a presença de autoridades, associações, colaboradores, fornecedores e jornalistas, que também presenciaram a demonstração de um avião Boeing 737-800 NG comemorativo dos 70 anos da Copa Airlines, que a partir de hoje cruzará os céus das Américas com a mensagem “Conectando a América” em sua fuselagem e um desenho emblemático dos 70 anos pintado na cauda da aeronave.

Deixe uma resposta