Costa Cruzeiros premia agências e operadoras de São Paulo

0

Por: Rafael Lima

A Costa Cruzeiros premiou hoje, dia 31, as operadoras e agências de viagens de São Paulo que mais venderam pacotes de cruzeiros do grupo na temporada 2012 – 2013. A grande vencedora foi a CVC, representada por Valter Patriani, superintendente da operadora, e Orlando Palhares, gerente do departamento marítimo.

 

“Pra nós é como se tívessemos ganhado o primeiro prêmio e, sem dúvida, o divido com todos os 10 mil colaboradores da CVC”, disse Patriani. “A Costa é uma parceira muito especial para todos na nossa equipe. O Renê, diretor da Costa para a América do Sul , é um amigo de muitos anos. Temos uma ótima relação”.

 

Na categoria de operadoras nacionais, a Agaxtur conquistou a vice-liderança, seguida da Nascimento, Decolar, Marsans e Visual. As agências vencedoras foram a Marítimos, Big Travel, Waterways, Logitravel e Iris Sol e Mar. Já na categoria Ibero Cruzeiros – companhia europeia que integra o Grupo Costa – o ranking de operadoras também foi liderado pela CVC, seguida da Decolar, Agaxtur, Marsans, Nascimento e Visual. As agências vencedoras foram a Marítimos, Logitravel e BigTravel.

 

“Reconhecimento é fidelidade. Este prêmio é o mínimo que fazemos para agradecer as nossas parceiras”, disse Renê Hermann, diretor geral do Grupo Costa para a América do Sul. A premiação Top Sellers da Costa já aconteceu em outras partes do País, como Rio de Janeiro e Campinas.

 

Mercado

 

Segundo dados divulgados pela CLIA Abremar Brasil (Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos), 648 mil cruzeiristas participarão da temporada de viagens 2013 – 2014. Contudo, a entidade afirmou que a oferta será 15% menor se comparada aos 762 mil leitos disponíveis na temporada do ano passado.

 

A Costa Cruzeiros conta com dois navios na costa do País: o Favolosa, que parte do Rio de Janeiro (RJ) para Buenos Aires, e o Fascinosa – que sai de Santos (SP) para Salvador (BA).

 

Hermann afirmou que, um dos motivos da oferta ser menor se deve às altas taxas e impostos que são cobrados no País. Além disso, os principais concorrentes – Ásia, Europa e Caribe – representam uma grande concorrência para os cruzeiros nacionais. O diretor ainda revelou que este mês vai à Itália negociar uma possível vinda de mais embarcações para o Brasil.

 

A Costa tem investido mais em roteiros internacionais. Segundo a companhia, os brasileiros têm adquirido mais este tipo de produto. “Ano passado atingimos crescimento de 15% nas vendas neste setor. Nossa meta é manter essa faixa, chegando a 20% ao ano”, ponderou.

 


Rafael Lima

Rafael Lima
Rafael Lima
Rafael Lima
Rafael Lima
Rafael Lima
Rafael Lima
Rafael Lima

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here