Costa Firenzi é oficialmente entregue para viagem inaugural em fevereiro

Navio irá percorrer dois itinerários no Mediterrâneo Ocidental até outubro quando segue para a costa asiática

Costa Firenzi

A Costa Cruzeiros recebeu hoje (22/12) seu mais novo navio. O Costa Firenze foi projetado e construído pelo estaleiro Fincantieri, em Marghera (Itália), com inspiração no Renascimento florentino. Esse é o quarto navio do plano de expansão de 6 bilhões de euros da armadora que prevê a entrega de outras três embarcações para as três marcas – Costa Cruzeiros, Aida Cruises e Costa Ásia – até 2023

A cerimônia de entrega ocorreu em formato digital, com participação de Michael Thamm, CEO do Grupo Costa & Carnival Ásia; Giuseppe Bono, CEO da Fincantieri; e Mario Zanetti, CCO do Grupo Costa e Presidente do Grupo Costa Ásia, entre outros executivos. “A entrega do Costa Firenze é um sinal de esperança e recomeço para todo o ecossistema de cruzeiros e do Turismo. Este navio representa a prova mais tangível da vontade do nosso grupo de reiniciar. Esperamos que, em breve, as pessoas possam viajar novamente e que mais navios possam contribuir para a revitalização do turismo na Itália, na Europa, e no mundo”, afirmou Thamm.

costa firenzi

Bono comemorou a entrega do terceiro navio de cruzeiro desde a reabertura do estaleiro, em setembro, e reforçou a saúde financeira do Fincantieri. “A entrega é um momento importante e demonstra, de maneira concreta, o retorno da Costa Cruzeiros à normalização de sua atividade de produção. Gostaria, ainda, de destacar que a Fincantieri tem se mostrado muito resiliente, evitando o cancelamento de encomendas e estreitando o relacionamento. Somos uma empresa em crescimento, ganhamos reputação internacional e confiabilidade, o que mostra aos clientes que podem contar conosco para desenvolver seus projetos, com garantia de visibilidade em pedidos de longo prazo, com oportunidades para aumentar a eficiência, a produtividade e a lucratividade,” disse o CEO.

“Olhando para além da pandemia, o objetivo da Costa é projetar um futuro sustentável e com zero emissão para a indústria de cruzeiros. Nossa parceria de longa duração com a Fincantieri leva ambas as empresas para um roteiro em busca deste objetivo ambicioso, mas essencial.” MICHAEL THAMM

Zanetti destacou a inspiração do navio em uma cidade icônica, que representa a arte, o gosto e o requinte do Renascimento no imaginário coletivo mundial, mostrando a beleza florentina para todo o mundo. “Projetamos o Costa Firenze para oferecer aos nossos hóspedes uma experiência única, que vai agradar à família toda com a variedade de entretenimento e serviços a bordo”, contou.

O navio com 135,5 mil toneladas e capacidade para receber 5,2 mil hóspedes, o Costa Firenzi navegará por dois itinerários diferentes pelo Mediterrâneo Ocidental, cada um com duração de uma semana. O primeiro roteiro zarpa em 28 de fevereiro de 2021, passando por Gênova, La Spezia – com opção de excursões também partindo para Florença – e Nápoles, além de Valência, Barcelona e Marselha. O segundo itinerário estará disponível de maio a outubro de 2021, incluindo Gênova e Civitavecchia, com excursões a Roma, além de Nápoles, Ibiza, Barcelona e Marselha. Em outubro, o navio segue para operação na costa da Ásia, junto ao Costa Venezia.

Criado para celebrar a cidade toscana de Florença, berço da arte e da cultura renascentista, o design interno do navio e a escolha das cores remetem a um passeio florentino. A oferta gastronômica se baseia na culinária mediterrânea, com uma vasta oferta de pratos garantida pelos 13 bares e sete restaurantes a bordo. Entre as opções estão a Fiorentina Stake House, focado em carnes selecionadas; o Teppanyaki, com direito ao tradicional serviço acrobático dos chefs; o Frutti di Mare, especializado em frutos do mar; e a sorveteria Dolce Vita, entre outros.

De olho no futuro

O projeto teve atenção especial aos aspectos de sustentabilidade. O desempenho ambiental foi reconhecido pelo RINA – especializada na execução de testes, inspeção, certificação e classificação de navios – que colocou o navio na categoria Green Star 3, a mais alta na escala criada pela empresa que tem tradição de 150 anos.

A notação voluntária cobre todos os principais aspectos do impacto ambiental de um navio e requer proteção e prevenção máximas em áreas como resíduos, águas cinzas e negras, óleo de máquinas, CO2, ozônio, gases de efeito estufa, material particulado, óxidos de enxofre, nitrogênio e água de lastro, entre outros.

Além de respeitar o cumprimento de uma série de normas de sustentabilidade ambiental, a certificação reconhece também as soluções de design e procedimentos operacionais que a Costa implementou tanto na construção como na navegação, com o objetivo de superar os requisitos de proteção ambiental das normas internacionais.

Deixe uma resposta