Cristiane Muller, da Setur-MA: “Maranhão está na moda”

Segundo Cristiane Muller, superintendente de Marketing do Maranhão, o estado desponta como um dos principais destinos dos viajantes

Maranhão
Cristiane Muller

Por conta da ascensão do turismo doméstico e a busca por novas opções de destinos, Maranhão está com expectativas altas para sua próxima temporada de verão. “Maranhão está na moda”, é o que afirma Cristiane Muller, superintendente de Promoção de Marketing da Secretaria de Turismo do estado.

De acordo com a profissional, que esteve presente durante a Abav Expo – que ocorreu entre os dias 6 e 8 de outubro no Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza (CE) –, o destino vem apostando em uma linguagem mais segmentada. Em agosto, o foco se tornou o kitesurf.

“Maranhão é um estado super abençoado pelas questões climáticas. Os ventos proporcionam a prática do esporte e, por isso, atrai brasileiros e estrangeiros. Estamos explorando os principais picos do modal”, afirma Cristiane, que afirmou que, além de um caderno promocional, foi desenvolvido um vídeo promocional.

Em novembro, novos segmentos ganham seu destaque. “Vamos lançar a segunda parte deste conteúdo dando espaços para o segmento dentro da cultural e da natureza do estado, como gastronomia, artesanato e turismo de pesca, sendo este último um dos que não falávamos muito. Serão materiais minuciosos”, declara.

Perfil do cliente no Maranhão

A superintendente de Promoção e Marketing afirma que, por conta da pandemia, o próprio viajante local começou a valorizar seu estado, mas que mercados, como São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, continuam a ser protagonistas.

“E vemos uma retomada extremamente positiva. Entre junho e julho tivemos um fluxo considerável, com momentos em que a ocupação hoteleira chegou a 100%. Além disso, entre julho e setembro ficamos no ranking da Braztoa como principais destino de lazer. Em São Luís, estamos com uma taxa de 83% neste mês e isso já mostra que estamos em evidência”, se orgulha.

Para que essa retomada fosse efetiva, algumas apostas foram necessárias. De acordo com Cristiane, dentre elas estava a comunicação nichada, focando nos principais públicos. “Falamos com os agentes de viagens, as operadoras, a imprensa especializada e o consumidor final. É uma mensagem direcionada. Uma das ações que fizemos foram famtrips com influenciadores e artistas, porque gera engajamento, pensando no case de Fernando de Noronha”, avalia.

Com a vacinação avançando continuamente na capital e em todo o estado – com a dose de reforço já sendo aplicada –, o estado garante a segurança de seus visitantes, conforme aponta a executiva.

Malha aérea

Atualmente, o estado ainda não conta com 100% de sua malha aérea restaurada e, por isso, há um intenso trabalho sendo feito para que ela se recupere o quanto antes. “Reduzimos nossa política de ICMS do QAV e chegamos no limite entre 7% e 9%, sendo o menor para aqueles que operam em dois aeroportos: São Luís e Imperatriz”, comenta Cristiane.

Com a temporada de verão se aproximando, há expectativas de que voos sazonais façam parte do escopo aéreo do estado, assim como durante as férias do meio do ano com a Gol Linhas Aéreas. Contudo, ainda não há confirmações.  “Em julho, tivemos incremento de malha sazonal para a temporada e acredito que teremos novamente entre dezembro e janeiro, porque o movimento está muito grande”, pontua.

Deixe uma resposta