CVC anunciou medidas para clientes, colaboradores e saúde financeira

Os clientes da CVC poderão contar com suporte da companhia, que providenciou, por exemplo, salas de crises para atender urgências

A CVC comunicou a seus acionistas e ao mercado que algumas medidas estão sendo tomadas em relação ao surto da Covid-19, que proporcionou grandes impactos sobre a movimentação de pessoas ao redor do mundo, incluindo o segmento de viagens. Confira, abaixo, as inciativas da empresa.

Clientes

A companhia, incluindo todas as suas unidades de negócios, vem buscando acomodar as necessidade de seus clientes e visa dar suporte a quem está em viagem e oferecendo opção de remarcação ou créditos para aqueles que têm viagens marcadas para as próximas semanas. Esse tipo de ação vem sendo oferecida nas redes da companhia e com os agentes de viagens.

Além disso, conforme o termo de ajuste de conduta (TAC), estabelecido entre o Ministério Público Federal e a Associação das Empresas Aéreas (Abear), caso o cliente opte pelo reembolso de sua passagem, o prazo de pagamento será de 12 meses a partir da data de solicitação, sem correção monetária ou multas.

Colaboradores e Parceiros

A companhia começou a adotar medidas preventivas à disseminação do Covid-19 em seus escritórios, como:

  • Criação de salas de crise para atender aos clientes em caráter imediato
  • Reforço na higienização dos ambientes de trabalho
  • Comunicações diárias com os colaboradores através do time de gente e gestão
  • Reuniões só através de videoconferência e trabalho remoto de 100% do time a partir de hoje

Além disso, a empresa vem apoiando rede de franqueados e agentes parceiros por meio de orientações sobre como tratar os clientes e colaboradores na atual situação.

“Estamos atuando junto as autoridades para obtenção de linhas de crédito para os pequenos empreendedores do setor, bem como junto aos shopping centers em relação aos aluguéis dos franqueados nesse momento crítico”, informou a companhia em comunicado.

A companhia reitera, ainda, a parceria e relacionamento com todos os seus parceiros e se coloca à disposição para dar suporte necessário durante este momento.

Saúde financeira

O impacto ainda é imprevisível. No entanto, a CVC vem tomando medidas para preservar sua saúde financeira, como:

  • Redução da jornada de trabalho de 50% a partir de 1° de abril para todos os colaboradores, exceto em casos pontuais, de pessoas que estejam atuando em temas emergenciais
  • Redução de 50% de salário da Diretoria Executiva e Conselho de Administração a partir de 1° abril
  • Suspensão de novas contratações e promoções
  • Congelamento de vagas
  • Congelamento do banco de horas e proibição de horas extras adicionais
  • Postergação de todos projetos e investimentos não prioritários
  • Suspenção de todos os investimentos em marketing
  • Renegociação de termos e prazos de pagamentos a fornecedores
  • Devolução de todos fretamentos até 31 de maio de 2020

A companhia ainda ressalta que possui balanço sólido. Ao final do terceiro trimestre de 2019, a companhia informou os seguintes registros:

  1. Uma posição de caixa e equivalentes de caixa de R$411,9 milhões, bem como um saldo de contas a receber de clientes de R$3.234,9 milhões, dos quais R$1.695,1 milhões eram recebíveis de cartão de crédito e R$1.001,7 milhões de recebíveis de boletos junto a instituições financeiras. É importante notar que, do saldo de contas a receber de clientes, cerca de 55% refere-se a contratos de clientes que já realizaram a viagem
  2. Um saldo de R$811,0 milhões em adiantamentos a fornecedores, que na sua maior parte se referem a bilhetes aéreos já pagos de viagens já intermedidas pela companhia
  3. Um saldo de R$745,5 milhões de reais na linha de fornecedores

Com as reduções mencionadas, estima-se que os gastos recorrentes da companhia – incluindo folha de pagamento, impostos e investimentos de projetos prioritários e juros da dívida – sejam de cerca de R$ 50 milhões por mês.

A CVC também reforça que a maior parcela do endividamento da companhia tem vencimento a médio e longo prazo. De um total na ordem de R$ 1,8 bilhão, R$ 613 milhões vencerão em novembro. O saldo de caixa e equivalente de caixa em 31 de dezembro era de, aproximadamente, R$ 365,4 milhões (não-auditados).

A companhia se garante a manter o mercado informado a respeito de outras medidas adotadas. Além disso, reitera seu compromisso com seus clientes, colaboradores, parceiros, acionistas e o mercado em geral.


Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui