Delta Air Lines prevê retomar rota São Paulo – Nova York em outubro

Delta Air Lines

Depois de reiniciar a ligação aérea entre o aeroporto de Guarulhos (SP) e Atlanta (EUA) na semana passada, a Delta Air Lines prevê para outubro a retomada da rota entre São Paulo e Nova York. Segundo Fábio Camargo, diretor da aérea no Brasil, a operação inicial deverá decolar com três frequências semanais. “Tudo ainda é incerto, então os planos podem mudar. A oferta pode aumentar ou diminuir. Devido à pandemia, está difícil planejar setembro, então outubro já é considerado como visão de longo prazo”, adiantou em entrevista ao Brasilturis Jornal.

Já os voos entre o aeroporto do Galeão (RJ) e Atlanta estão previstos mais para o fim do ano, antes do início da temporada de verão no Brasil. “Nosso foco atual está nas quatro frequências já retomadas entre Atlanta e Guarulhos porque é o que a gente sabe, o que é concreto, o que a gente já está trabalhando para vender. E essa operação já tem uma mudança importante que é a troca de terminal. Paramos de voar no terminal 2 e migramos para o 3 por conta da parceria com a Latam nas rotas dentro do Brasil e pela América do Sul”, explica.

Segundo o executivo, a ocupação dos voos iniciais seguiu em linha com o que a empresa esperava, diante do tamanho atual do mercado. Entre os passageiros, Camargo reforça que há um mix de pessoas em viagens essenciais, gestores de pequenos negócios e adianta que já sente uma demanda crescente de viagens de lazer, inclusive para o curto prazo. “O viajante de lazer, antigamente, tinha um padrão de compra antecipada. Hoje, vemos que as pessoas não têm previsibilidade do que vai acontecer, então quando surge uma boa oportunidade elas compram bilhetes para uso mais rápido”, diz.

Biossegurança está em primeiro lugar para a Delta e, segundo Camargo, esse é um critério que deve permanecer entre os procedimentos de longo prazo. Prova disso é que, mais do que criar protocolos obrigatórios de higiene e segurança em todas as etapas da jornada, a Delta instaurou uma vice-presidência global de limpeza. “Isso demonstra nosso foco e rigor na execução das políticas”, destaca o executivo, reforçando que o grupo realiza estudos com base em critérios científicos sem deixar de lado a opinião dos clientes. “A gente busca a percepção do passageiro para garantir que a experiência seja satisfatória e confiável”, diz.

Além dos esforços realizados pela empresa de forma isolada, o diretor da Delta Air Lines no Brasil destaca o trabalho conjunto com parceiros aeroportuários e demais players que participam da jornada do viajante, na educação dos próprios passageiros em relação à importância dos procedimentos e também na conscientização da cadeia de vendas do turismo.

Travel managers, agentes de viagens e demais interessados podem solicitar visitas às instalações para conferir pessoalmente o rigoroso procedimento dentro das aeronaves – que, nas palavras de Camargo, são 100% higienizadas pelas equipes antes de todos os voos, rechecadas pelos comandantes e anunciadas aos passageiros pelo sistema de voz do portão de embarque para garantir a segurança do viajante que está prestes a embarcar. “Já fizemos diversas dessas visitas às nossas instalações nos Estados Unidos e vamos começar a oferecer aqui no Brasil nas próximas semanas”, adianta. “É esse profissional que vai dar segurança ao passageiro que o procura em relação aos procedimentos”, finaliza.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui