Dicas para escolher a melhor hospedagem numa viagem de incentivo

0

Ao planejar uma viagem de incentivo, muitos aspectos devem ser levados em conta, como conhecer as políticas da empresa, suas regras de compliance, objetivos da premiação, entre tantas outras características. Entre elas, porém, existe talvez uma das mais significativas: analisar o perfil dos premiados para reconhecê-los, checar o que eles esperam de uma experiência de viagem e o que pode agradá-los.

Para ajudar a traçar o perfil e os anseios deste público, são feitas inúmeras pesquisas internas, justamente para organizar uma campanha e uma viagem mais assertiva, conforme explica o turismólogo Raphael Santana, CEO da Fanato, empresa especializada em turismo de incentivo, esportivo e de experiência.

Para o executivo, que possui mais de 10 anos de experiência neste mercado, a escolha da hospedagem é um item fundamental para garantir um recall positivo em uma viagem de incentivo, afinal os turistas passarão um precioso tempo da viagem nas instalações do hotel. “A estadia em um bom hotel ou resort é um dos fatores que causam uma boa impressão nos convidados, gerando impacto positivo. Dependendo do local, a experiência da viagem já começa ali”, explicou.

Sem contar que a escolha certa da hospedagem, aponta o executivo, pode significar redução de gastos. “Dependendo da localização, a estadia implica em menos despesas com o transporte. Se possuir bons restaurantes, pode reduzir custos com a alimentação.”

“Alguns hotéis ou resorts, inclusive, já são uma parte da nossa proposta de experiência. Muitos oferecem, por exemplo, um serviço para o hóspede se apresentar acompanhando de uma banda, cassinos privativos, consultoria com um concierge especialista em sono para que consigam relaxar, elaboram uma trilha sonora de acordo com o gosto do cliente para tocar no quarto, spas com os mais inusitados tratamentos, aulas de gastronomia, entre outras opções”, detalha.

Saber o que agrada mais o hóspede nem sempre é uma tarefa simples, mas a indústria costuma fazer levantamentos interessantes que norteiam o trabalho do gestor de viagem. Pesquisa recente do Booking, serviço online de reservas de estadia, por exemplo, trouxe dados pertinentes para os profissionais do turismo. Acreditem: 68% dos turistas brasileiros priorizam um bom café da manhã, enquanto 61% querem ar-condicionado no quarto, 56% uma equipe profissional e solícita, 50%, wi-fi gratuito, e 48% pessoas que falem o seu idioma. A soma total é superior a 100%, pois os convidados podiam sinalizar mais de uma opção.

Segundo o executivo, além do café da manhã, os viajantes de incentivo da Fanato, em geral, querem celulares habilitados para facilitar a comunicação, passeios mais exclusivos e também preferem lidar com uma equipe que fale o seu idioma. Para tanto, as viagens customizadas da operadora, sempre têm pelo menos um coordenador que segue do Brasil exclusivamente para produzir, organizar, atender todos os desejos dos viajantes e ficar 24 horas de prontidão para que tudo saia como o esperado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here