Diversão disponível no verão: confira cenário e opções de lazer para 2019

Regras claras e novas políticas são temas de debates entre associações e o Governo Federal para fomentar o segmento de parques temáticos em todo o Brasil

0

R$ 1,6 bilhões. Este é o valor faturado por cerca de 450 empreendimentos pertencentes à Associação dos Parques de Diversões do Brasil (Adibra) em 2017. Os parques de diversão e temáticos registram as maiores receitas, concentrando R$ 731,3 milhões, seguido pelos Centros de Entretenimentos Familiares (Family Entertainment Center – FEC), que, com mais de 300 unidades associadas, registraram aproximadamente R$ 541 milhões. Por fim, estão os parques aquáticos, com R$ 195 milhões, e as propriedades itinerantes, com mais de R$ 168 milhões.

Mas e os números de 2018? De acordo com Francisco Donatiello Neto, presidente da entidade, as contas ainda estão sendo fechadas, mas a expectativa é que as receitas se mantenham equiparadas ao ano anterior, já que regras claras e as definições políticas quanto ao segmento ainda não foram definidas.

“Estamos vivendo em uma época de exceção tarifária, algo muito recente. Os números de parques temáticos não mudaram praticamente nada de 2017 para 2018. Crescemos em parques aquáticos e continuamos em expansão nos FEC’s. No entanto, investir em parques é algo de longo prazo. A isenção pode até beneficiar os já existentes, mas ainda dificulta a adição de novos empreendimentos por questões burocráticas e por instabilidade financeira”, explica o profissional.


LEIA MAIS:
+ Veja fotos inéditas do Disney Skyliner
+ Snowland cresce 10% no primeiro semestre; confira
+ Adibra lança prêmio para atrações e parques de diversões; conheça

Atualmente, a Adibra, em parceria com o Sistema Integrado de Parques e Atrações Turísticas (Sindepat), está em diálogo constante com o governo, a fim de que a isenção de impostos sobre equipamentos importados para o setor – medida que, até o momento, é provisória e vale só até meados de 2020 – venha a se tornar algo definitivo e possa instigar os empresários a investir em novos parques pelo Brasil. “Temos um grave problema, que é a importação sendo feita na categoria de bens de consumo. Queremos a reclassificação para bem capital. Isso é inegável. Queremos uma linha de crédito que é diferente entre os dois. Estamos bem avançados nas questões técnicas”, destaca Neto.

2017 unidades empregos dir / indir visitantes X 1000 faturamento anual X 1000
Aquáticos 22 2750 6888 195000  
Div./Temáticos 45 5400 25400 731340
Itinerantes 46 1800 9615 168690
FEC´s 337 4525 66533 541875
Total 450 14475 108436 1636905
(*) FEC: Family Entertainment Center
Fonte: Adibra – Associação das Empresas de Parques de Diversões do Brasil

Um dos principais argumentos utilizados para a aprovação definitiva é a geração de emprego e renda, principalmente por meio da observação de cases de sucesso em outras partes do mundo, como Costa Rica, Guatemala e Chile. “O antigo Playcenter gerou cerca de dois mil empregos diretos e indiretos durante cerca de 40 anos de existência. Mas isso vai além. Um parque como ele movimenta toda uma cadeia e gera uma série de outras atividades turísticas, como hotelaria. Cancun é outro exemplo. Há cerca de 20 anos não era nada. Hoje é um polo turístico, com diversos parques”, relembra.

O dólar é outra questão importante quando o assunto é importação. Neto acredita que a oscilação da moeda atrapalha todo o segmento quando o empresário pretende comprar um novo equipamento. No entanto, reconhece como esse cenário gera fomento no turismo interno. “Claro que essa instabilidade incentiva o turismo doméstico, mas não podemos esquecer que estamos tratando de, aproximadamente, 13 milhões de desempregados no Brasil”, declara. Para auxiliar todo o segmento, a Adibra fez sua própria uniformização de políticas econômicas durante a BNT Mercosul, em 2011. “Nós trabalhamos com o interesse associativo e tentamos resolver os problemas como um todo. Então fomos à feira e fizemos as nossas próprias regras”, se orgulha o representante.

Caso a aprovação definitiva venha a se consolidar, Neto afirma que as expectativas são bem otimistas, não só para o setor, como para toda a indústria. “Estamos há um ano e meio esperando a aprovação de novas políticas econômicas. Elas são fundamentais e esperamos que elas aconteçam. No final dos anos 1990, tivemos também o apoio, com melhores condições e cenários para se investir. Foi quando surgiu, por exemplo, Hopi Hari e o Wet’n Wild. O País precisa de pequenos impulsos e normas claras e efetivas que nos possibilitem trabalhar com expectativa estável. Desejamos estabilidade econômica e regras claras para o nosso segmento”, conta.


LEIA MAIS:
+ Parque das Aves tem recorde de 119 mil visitantes em julho
+ Universal ‘s Epic Universe: veja detalhes do futuro parque de Orlando
+ Wet’n Wild espera crescimento de 20% durante Noites Macabras de 2019

Para reforçar a importância do segmento, o Sindepat realiza anualmente um encontro de capacitação e networking de toda a cadeia. Neste ano, o Sindepat Summit acontece em Brasília (DF), nos dias 21 e 22 de agosto. Entre os destaques está a palestra de Marcelo Gutglas, criador do Playcenter, em 1973, e é considerado uma lenda pela capacidade empreendedora. A história do executivo, que também foi presidente e fundador da Adibra e do próprio Sindepat, será contada durante o evento que também dará voz aos executivos que estão à frente dos parques temáticos brasileiros e trará cases internacionais para inspirar os participantes. A programação completa está em www. sindepat.com.br/summit2019

Apostas para o verão

Nos finais de ano, grande parte da população aproveita o momento para viajar e, muitas vezes, os parques temáticos são incluídos em seus roteiros. Já sabe o que oferecer ao seu cliente para a temporada 2019/20? O Brasilturis reuniu 15 importantes empreendimentos, alguns associados ao Sindepat e à Adibra, que revelaram quais são as novidades e surpresas que os clientes poderão aproveitar. Confira!

CEARÁ

BEACH PARK

O empreendimento mais antigo de nossa lista está localizado em Aquiraz (CE). Com 34 anos, possui know-how quando o assunto é qualidade, conforme demonstra a premiação do Tripadvisor, que já intitulou o parque como o segundo melhor parque do mundo três vezes.

“É uma grande honra, principalmente porque a lista mostra parques que a gente possui muito respeito, como Disney. Isso demonstra que o nosso trabalho dá resultado. Apostamos em novas atrações, serviços e segurança. Todo dia acordamos para ter esse resultado”, declara Murilo Pascoal, CEO do Beach Park.

No Natal, a propriedade oferece algumas atrações especiais, como abertura com shows de músicos locais, Papai Noel e orquestra, bem como surpresas extras proporcionadas pela parceria do parque com a Coca-Cola. Já o Réveillon deste ano será diferente do ano anterior. Em 2018, o período foi aberto ao público, mas em 2019, a festividade será exclusiva para os hóspedes do complexo. “A comemoração começa na vila do Beach Park e, em nosso coqueiral, permitimos que os hóspedes aproveitem a praia e curtam o momento único, em conexão com a natureza e com shows musicais, junto com seus amigos e parentes”, destaca Pascoal.

Ainda não há uma expectativa de crescimento frente ao ano passado para o período, já que, de acordo com o CEO, trata-se de um ano de instabilidade que dificulta a previsão. “Geralmente ficamos com uma ocupação média entre 90% e 95%, bem parecida com a que registramos em julho, que chegou a 95%”, se orgulha o executivo.

GOIÁS

DIROMA ACQUA PARK

Inaugurado em 1998, o empreendimento foi ganhando forma ao mesmo tempo em que o grupo ia crescendo. Hoje, são 13 empreendimentos hoteleiros e mais de 3,6 mil unidades habitacionais.

Assim que abriu as portas, oferecia aos clientes um Kids Park, destinado exclusivamente para crianças; Hot Wave, primeira piscina de ondas de Caldas Novas (GO), destinada aos jovens mais aventureiros; e Spa, para aqueles que buscavam por um lugar mais sossegado para curtir as águas quentes e relaxar. Em 2010 começou o Splash, segunda etapa de construção que adicionou ao empreendimento um vulcão de 20 metros com toboáguas. A terceira etapa deverá ser inaugurada em outubro com mais uma área dedicada ao público infantil, além de novas atrações para os adultos. Neste ano, a previsão é registrar um faturamento 8% acima do ano passado, além de um acréscimo de 10% no número de visitantes frente a 2018.


LEIA MAIS:
+ Wet’n Wild lança nova plataforma e-commerce na próxima semana
+ Palhaço Assassinos do Espaço Sideral são atração no Halloween Horror Nights
+ Sea World & Busch Gardens doam para projetos de conservação no Brasil

O destaque do Natal e Réveillon, que acontece em três locais diferentes, é a comida e boa música, conforme diz Aparecido Sparapani, superintendente do Grupo Diroma. “Nossos cardápios são bastante variados e trabalhamos com boas bandas, proporcionando entretenimento aos visitantes. Durante o dia, também oferecemos equipe de recreação para atender a todas as idades em todas as atividades”, conta o executivo. O investimento para a temporada de fim de ano é de, aproximadamente, R$ 200 mil.

HOT PARK

Operando desde 1997, o parque nasceu tendo o Lazy River e as piscinas com águas termais como principais diferenciais. Deste então, o empreendimento, que está em Esplanada do Rio Quente (GO), vem apostando em novidades, a fim de se consolidar, até chegar ao título de maior praia artificial com águas naturalmente quentes do mundo, como conta Heber Garrido, diretor de Experiência, Marketing e Vendas.

“Em 2015, tivemos duas novidades superbacanas: a inauguração da Mega Tirolesa e o lançamento do Hotibum. Além disso, desde 2018 trabalhamos com muitos conteúdos em parceria com outras marcas, com foco em gerar experiências para toda a família. É um trabalho que nos enche de orgulho e satisfação”, diz o profissional.

Ainda de acordo com o profissional, a previsão de incremento de público é em torno de 10% em relação à temporada do início deste ano. “Em termos de faturamento, podemos dizer que esperamos crescer em torno de 15%. Também alinhamos uma estratégia para 2020, indicando um aumento médio de 10% a 12% no volume de público em relação a este ano”, declara o diretor, comparando os futuros investimentos com as ativações que já ocorreram, como a parceria com a produção da Gloob, Detetives do Prédio Azul (DPA).

Para as festividades natalinas, o complexo aposta na comemoração tradicional em família. A programação de Réveillon está em fase final de elaboração e deve ser divulgada em breve.

PERNAMBUCO

MIRABILANDIA

Com 17 anos de história, o empreendimento localizado no Recife (PE), vem sentindo os impactos causados pela crise desde 2014, com impacto maior em 2017, como nos conta Antônio Peixoto, sócio-gerente da propriedade. “Temos sentido impacto no fluxo de visitantes, por exemplo. No entanto, estimamos melhorias econômicas e, com isso, todos serão beneficiados. Temos expectativas otimistas para o ano, mas é difícil estipular por conta deste cenário atual”, detalha.

O parque promove durante o ano alguns eventos, tendo, como um dos destaques, o ‘Hora do Terror’, que acontece entre o final de outubro e o começo de novembro. Peixoto afirma que haverá ações pontuais durante a temporada de fim de ano. “Os clientes contarão com atrações novas, como, por exemplo, o Tapete Mágico. Além disso, teremos eventos menores com a presença do Papai Noel e outros mais focados em entretenimento, como balada e ações distintas”, afirma o profissional, que estima um investimento de aproximadamente R$ 1 milhão para o parque.

RIO GRANDE DO SUL

ALPEN PARK

O empreendimento, localizado em Canela (RS), possui 16 anos e vem conseguindo manter investimentos de maneira constante e orgânica, conforme nos conta Renato Fensterseifer, CEO do Alpen Park, “A gente teve muita inovação, como o primeiro cinema 4D do Brasil e o primeiro cinema 5D da América Latina. Nossa última novidade foi o bate-bate que, de forma inédita, não conta com hastes presas aos carrinhos”, explica o profissional, que se orgulha em lembrar que a propriedade já registra crescimento frente ao ano passado e que, neste segundo semestre, a expectativa é ainda maior.

As festividades de fim de ano já estão na programação da empresa. As Paradinhas de Natal, evento criado do ano passado para proporcionar um ar lúdico aos visitantes, se mostrou um sucesso e deverá acontecer novamente neste ano. “Alguns músicos e nosso mascote rodeiam o parque, cantam músicas e interagem de forma divertida com os turistas. No fim de 2019, a gente quer ampliar essa ideia, mas ainda não temos nada definido”, declara.

SNOWLAND

Neste ano, a projeção do parque de neve em Gramado (RS) é registrar um acréscimo de 30 mil visitantes frente ao ano passado, chegando ao montante de 385 mil. O número é expressivo para um parque tem apenas seis anos de história. “Em comparações com outros empreendimentos mais tradicionais, nossa consolidação ainda está começando”, declara Paulo Mentone, diretor executivo. De acordo com o executivo, muito clientes ficam em dúvida se a neve do empreendimento é de verdade e ele explica que se trata do mesmo processo de produção das estações de esqui fora do País. “É feita com água pressurizada que, em baixa temperatura, reproduz as ações da natureza.”


LEIA MAIS:
+ Legoland Florida lança promoção exclusiva de ingresso infantil grátis até agosto
+ Universal anuncia Ghostbusters no Halloween Horror Nights; confira
+ Sea World Orlando conquista Certificação de Centro de Autismo

Apesar de o fim de ano não ser frio na cidade da Serra Gaúcha, o parque pega carona no ‘Natal Luz’, festa já conhecida pelos frequentadores da região, e oferece atividades alinhadas à tradicional programação. A principal é o show de patinação, com profissionais que se destacam no esporte artístico. “Para o final do ano, ainda não temos nada definido, mas é certo que terá ligação com o Natal Luz”, adianta.

Os clientes também poderão contar, por exemplo, com o novo acesso ao parque, novo estacionamento, nova fachada, nova recepção e nova loja de souvenires. “Isso, em conjunto com as atrações artísticas, irá encantar nossos clientes”, declara.

SANTA CATARINA

BETO CARRERO WORLD

Durante seus 28 anos de existência, o parque, situado em Penha (SC) é considerado um exemplo de empreendedorismo brasileiro. Rogério Siqueira, CEO do empreendimento, afirma que o Beto Carrero World cresceu dois dígitos nos últimos cinco anos, contando com uma performance que não condiz com a realidade de todo o cenário. Este ano, a projeção é crescer de 5% a 8%, tanto no faturamento quanto no público.

“Nosso negócio era um parque regional, que pouca gente conhecia. A partir do momento que a gente começou a trabalhar a internacionalização da companhia, com aliança com estúdios, como Universal e Dream Works, passamos a ter abrangência nacional e sul-americana. Recentemente, completamos um ano de abertura do espaço Hot Wheels. Trata-se de uma nova atitude, de uma nova maneira de o público estar em contato com a gente”, afirma Siqueira.

Reconhecendo os agentes e operadores de viagens como importantes canais de vendas, o parque fez o “Mundo do Agente”, canal de comunicação direta com os profissionais e a maneira que a marca encontrou para estar mais próximo deles, disponibilizando dicas, informações e capacitações. “A gente sabe o quanto crescemos por conta da cadeia de profissionais que atua em parceria conosco. Hoje, o parque deixou de ser um atrativo e se tornou um destino por meio deles”, se orgulha Siqueira.

As festividades de fim de ano começam em outubro e, para agradar ainda mais aos clientes, operam diariamente a partir de novembro. No Natal, a programação conta com o “Show de Natal do Shrek”, único em todo o mundo, como recorda o CEO. “A atração está em sua quarta temporada e, neste ano, apresentaremos algumas modificações para atender à expectativa dos clientes. Os visitantes aproveitam nossas atrações e têm o show como grand finale”, conta.

Mais próximo do Réveillon, uma das atrações é o Festival Villa Mix, que acontece em 28 de dezembro, dia de aniversário do parque. Em 2018, a terceira edição do evento reuniu 29 mil pessoas. Este ano, a estimativa é chegar a 30 mil visitantes e registrar um faturamento de R$ 2,4 milhões.

SÃO PAULO

BARRETOS COUNTRY THERMAS PARK                                                                            

Instalado em Barretos (SP), o empreendimento já existe há 11 anos. Durante sua história, a propriedade, contou com investimentos importantes, como a ampliação do parque aquático, em 2015, que incluiu a praia artificial e um complexo de toboáguas. Até julho deste ano, já se nota um aumento de 50% no público do parque.

Durante o fim de ano, o Barretos Country Thermas Park prepara diversas atividades para adultos e crianças, com oficinas especiais, bem como as festas comemorativas com ceia, show ao vivo e espetáculos de queima de fogos, como declara Filipe Rezende, diretor de entretenimento e projetos do Grupo GR, administradora do empreendimento.


LEIA MAIS:
+ Warner Bros Studio Tour Hollywood estreia The Big Bang Theory; veja fotos
+ Azul e Disney abrem área de Toy Story em Viracopos; confira
+ Hopi Hari anuncia Férias Spetakularis “Volta ao Mundi” a partir de 5 de julho

Mesmo nessa época, em pleno verão, os clientes poderão aproveitar uma das principais novidades do parque: o Ice Bar. “É o primeiro bar de gelo fixo do noroeste do estado e chega a impressionante temperatura de -20°C, tornando uma opção para quem quer fugir do calor de 35°C comum na região”, ressalta. Além disso, as crianças têm uma programação exclusiva, proporcionada pelos amigos Luluzinha e Duduzinho, acompanhados da búfala Xuxinha e pela arara-azul Chico.

HOPI HARI

Sob nova gestão desde maio, o Hopi Hari, que completa 20 anos em novembro, conta com importantes eventos para atender ao seu público neste ano. Em julho, o destaque do parque, localizado em Vinhedo (SP) foi o tema “Volta ao Mundi”. Já este mês, a novidade fica por conta daquela que Alexandre Rodrigues, presidente do Hopi Hari, considera a maior atração do ano: A Hora do Horror, temática que vai consumir boa parte do investimento de R$ 2,8 milhões alocado para as novidades do ano.

“Serão mais mil metros quadrados trabalhados com o tema de terror, com vários lugares que colocarão a coragem do público à prova”, declara o executivo. Quanto às festividades de fim de ano, que começam em novembro, o parque informa que contará com eventos para diversos perfis. Uma das ações é o Orgulho Gay, marcado para 24 de novembro. “É um evento que está sendo muito bem explorado, que estamos valorizando, e reúne 15 mil visitantes”, conta.

Para o Natal e Réveillon, em específico, Rodrigues afirma que o parque já conseguiu a liberação para fogos de artifício e que contará com árvore de Natal e parada natalina, entre outras tematizações. “Ainda não temos todos os detalhes fechados, incluindo a previsão total de investimentos para a temporada. Sabemos que poderemos reutilizar alguns itens de ‘A Hora do Horror’ para a época, como o palco”, declara.

O empreendimento está com expectativas otimistas para o ano. Hoje, o parque já registra um aumento de 40% no faturamento frente ao ano passado. A previsão é fechar 2019 com um faturamento de cerca de R$ 100 milhões, quase o dobro do que fora registrado no ano anterior. Este aumento no faturamento se dá principalmente pela previsão de acréscimo no público, estimando chegar a 950 mil visitantes – 400 mil a mais do que em 2018 – e com uma média de oito mil pessoas por dia, o dobro da frequência do ano passado.

HOT BEACH OLÍMPIA

O empreendimento, que entrou em operação em abril de 2017, é o mais recente de nossa lista. Mesmo tão novo, ele já coleciona algumas conquistas, como a aprovação dos moradores, que usam o parque para fazer day use; bem como os paulistanos, que fogem rapidamente da rotina para aproveitar os serviços que o lugar proporciona. Por isso, o empreendimento, situado em Olímpia (SP), estima crescimento de 7% para este ano, tanto no faturamento quanto no público, na comparação com os números de 2018.

No mês passado, o Hot Beach Olímpia apresentou aos seus clientes algumas surpresas e atividades. Além das atrações aquáticas infantis e das atividades de recreação, houve oficinas de artes circenses, com elementos acrobáticos de solo e aéreos, manipulação de objetos, entre outros. No entanto, de acordo com Sergio Ney Padilha Garcia, diretor executivo do Grupo Ferrasa, empresa detentora do complexo Hot Beach, o segundo semestre promete ainda mais.  “Estamos com vários eventos sendo preparados, como Dia dos Pais, Semana da Pátria, semana da criança, festivais gastronômicos, Oktober Fest, Halloween, Natal Encantado e Réveillon”, declara.


LEIA MAIS:
+ Disney Skyliner da Flórida abre para o público em setembro; conheça
+ Beto Carrero comemora primeiro ano do Hot Wheels Epic Show
+ Mauricio de Sousa Produções amplia agenda de visitas em julho

Os dois últimos, segundo o executivo, são ocasiões muito especiais para as famílias. “Estamos começando a organizar ceias de Natal e Réveillon e logo teremos mais detalhes para começar a comercializar os pacotes específicos para essas datas”, estima Garcia. O profissional adiantou que haverá decoração especial, shows musicais, eventos temáticos e gastronomia, sem deixar de lado a segurança necessária para o período.

KIDZANIA

Aberto em 2015, o empreendimento localizado no bairro de Pinheiros, na capital paulista, vem conseguindo demonstrar qual é seu principal objetivo e papel: educação unida com o entretenimento. A propriedade espera crescer entre 10% e 15%, tanto no público quanto no faturamento, já contando com o viés de correção ao que já tinha sido orçado.

“Essa combinação é algo entendido e percebido pelos nossos visitantes. Em um primeiro momento, a gente teve uma comunicação mais forte com o entretenimento e essa força já se dissipou, mantendo a questão educacional em evidência. O empreendimento foi caminhando neste viés, percebe-se que o entretenimento vai além, que ele pode ter o conhecimento aliado, não só no discurso, mas na ação”, declara Miriam Uono, CEO do Kidzania.

Diferentemente de todos os outros parques, o Kidzania trabalha ações sociais em sua temporada de fim de ano. “Temos outras Kidzanias em outras partes do mundo e, como tratamos com países, culturas e regiões diferentes, não atrelamos a nada específico”, detalha. O empreendimento aproveita a época para estimular a entrega de brinquedos novos e seminovos para doações. “Aproveitamos a época para promover um momento de conscientização. Como estamos dentro de um shopping, o fato de você promover esse apelo mais social possibilita que outras crianças também aproveitem o período de festividades. A repercussão é sempre positiva. Além disso, reservamos uma data para realizar o ‘Kidzania Para Todos’, quando não cobramos entrada das várias instituições que nos procuram durante o ano. Nosso investimento é ceder um dia da nossa operação para essas pessoas que não têm acesso às nossas atrações”, explica Miriam.

MAGIC CITY

Fundado em 1996, o empreendimento localizado em Suzano (SP), vem investindo em novas atrações e ampliando o parque, ao mesmo tempo em que fortalece a parte hoteleira, como declara Marcelo Camargo, coordenador de Marketing. “No último ano, alcançamos a marca de 600 mil visitantes do Brasil. Já em 2019, buscamos crescer entre 20% e 30% tanto no volume de público quanto no faturamento, consequência do investimento acima de R$ 3 milhões previstos para o ano”, complementa o profissional.

A propriedade conta com algumas surpresas para o segundo semestre. A começar pela Oásis,  nova piscina aquecida, com temperatura da água chegando a até 40°C, que foi inaugurada em julho. Além disso, em outubro, os visitantes poderão conta com o Maverik, um toboágua que promete testar a coragem dos clientes e será a maior atração do local.

É possível realizar confraternizações de fim de ano no Magic City, já que o parque possui uma estrutura para atender empresas de diferentes portes e pode sediar eventos de até quatro mil pessoas. Os visitantes têm o “night use” à disposição, contando com festa noturna, com destaque para a gastronomia e programação exclusiva, incluindo música e animação.

PARQUE DA MÔNICA

Inaugurado em julho de 2015, o empreendimento – idealizado pela Mauricio de Sousa Produções, em união com o Grupo Empresarial São Joaquim – reúne, no Shopping SP Market, atrações para todas as idades, indo desde montanha-russa até espaço para colorir e encontros com os personagens da turma, bem como apresentações musicais. Para este ano, é projetado um crescimento de 10% no público em relação ao ano passado. De acordo com Marcelo Beraldo, diretor executivo do parque, a equipe está otimista de que o objetivo será alcançado.


LEIA MAIS:
+ Kennedy Space Center terá Marcos Pontes e show de Duran Duran
+ Universal revela imagem do labirinto de Stranger Things para Halloween
+ Disney Conorado Springs inaugura nova torre de 545 quartos

Durante as festas de fim de ano, o parque, localizado na capital paulista, apresenta a Oficina de Cartinhas do Papai Noel, que tem como objetivo estimular a criatividade, a escrita e a coordenação motora. Depois de escrever sua cartinha, a criança pode entregar seu pedido para o bom velhinho e tirar fotos para eternizar o momento em um local exclusivo dentro do próprio Parque da Mônica.

Além disso, Beraldo acredita que novos serviços também poderão ser melhor aproveitados pelos seus visitantes. “Este ano, inauguramos a nova atração Simulador 4D Coelhadas nas Estrelas. O brinquedo foi especialmente equipado com projeção 3D, poltronas com movimentos e efeitos que exploram os sentidos sensoriais”, detalha.

SKI MOUNTAIN PARK

Inaugurado em 1998, o parque é a única pista artificial para a prática do esporte no Brasil e conta com número crescente de adeptos a cada ano. A previsão para 2019 é crescer de 15% a 20% em faturamento e público, na comparação com os números de 2018. De acordo com Roque Silva, diretor geral do Ski Mountain Park, o empreendimento oferece aos seus visitantes a oportunidade de desfrutar dos prazeres locais e da vista panorâmica de São Roque (SP).

No ano passado, a propriedade inaugurou uma nova pista de esqui e snowboard, de três mil metros quadrados e 400 metros de comprimento. Além de servir para o lazer, a atração é utilizada para a preparação de atletas brasileiros que disputam competições de inverno pelo mundo.

Nas festividades de fim de ano, o Ski Mountain Park conta com festas temáticas. “No ano passado, realizamos a Montanha Natalina. O parque teve desfiles na praça principal com personagens do Natal, luzes decorativas, cinema com curta metragem temático e até iglu do Papai Noel”, detalha Silva. Para este ano, estão programadas atrações inéditas para os turistas que passeiam pelo parque. “As apresentações e os eventos proporcionam momentos marcantes e inesquecíveis na memória dos visitantes, pois são recheados de personagens, músicas, cores e fantasias”, finaliza o diretor.

WET’N WILD

Inaugurado em 1998, o parque aquático se consolidou como sinônimo mundial de inovação e qualidade, como declara Alain Baldacci, presidente do empreendimento. “O Wet’n Wild brasileiro conseguiu reconhecimento internacional, ganhando prêmios como o de melhor evento do mundo em parque aquático, o único a ter uma temporada de terror, as ‘Noites Macabras’, além de ter implantado o primeiro centro de convenções e eventos dentro de um empreendimento de lazer e diversões, o White Pavilion, que, desde 2011, recebe todo o tipo de eventos empresariais”, detalha.

Em geral, a propriedade conta, durante o Réveillon, com duas bandas e distintos tipos de festa: Pool Party, que pode ser curtida tanto com o tradicional pulo das sete ondinhas quanto nos camarotes especiais; e Premium Dinner, com mesas reservadas no White Pavilion e jantar completo. “Os pontos altos têm sido o open bar na piscina, os fogos de artifício, em especial a cortina de fogos, a contagem regressiva em painéis de LED e uma atração especial, às vezes com apresentação de um grupo de escolas de samba”, complementa o presidente.

A novidade deste ano está por conta de uma banda que promete agitar o público e ainda é mantida sob sigilo pela organização. Além disso, haverá, pela primeira vez, o Réveillon Kids, na Ilha Misteriosa do Cascão, com os personagens da Turma da Mônica, próprio para as famílias que não querem deixar os pequenos fora da diversão de fim de ano.


Leia também:
Beach Park promove Encontro do Ceará Sustentável nesta sexta (5)
Beach Park Entretenimento é destaque em prêmio GPTW Mulher
Kennedy Space Center terá estátua de astronautas que pousaram na lua

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here