Diversificando debate a presença feminina na aviação

Luanny Faustino conversa com duas profissionais atuantes no segmento sobre obstáculos que ainda dificultam a entrada de mulheres na aviação

mulheres na aviação

Foi o sonho de conduzir um avião que fez a norte-americana Ellen Church criar uma nova profissão na aviação comercial. Em 1930, a jovem enfermeira conseguiu a licença para pilotar, mas esbarrou no preconceito que impedia as mulheres de ocupar essa posição.

Em uma reunião com Steve Simpson, executivo da Boeing Air Transport, a profissional sugeriu a contratação de enfermeiras para acalmar os ânimos e cuidar dos passageiros a bordo, função que até então era exercida pelos próprios pilotos. A empresa – que anos depois se tornou a United Airlines – investiu na ideia e Ellen foi uma das primeiras comissárias da história.

A profissão abriu as portas para mulheres que sonhavam com uma carreira na aviação, já que ainda hoje a participação feminina é pequena em outros setores. De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o número de mulheres com licença para voar como piloto comercial de avião subiu 64%, entre 2015 e 2018. Apesar do crescimento, as mulheres ainda são minoria: enquanto elas somam 3% dos profissionais com licença para voar, os homens representam 97%. Na função de piloto, as mulheres representam menos de 1%.

Mas, afinal, quais são as barreiras para a absorção de mais mulheres em áreas como manutenção, comando e liderança da aviação? Para buscar essa resposta, Luanny Faustino conversou com Cristiane Dart, gerente sênior de marketing da SITA nas Américas e vice-presidente de Comunicação e Marketing da Associação Internacional de Mulheres na Aviação (IAWA) e Nicole Lorca, jornalista que ocupa a liderança do departamento de Comunicação, Eventos e Relações Públicas da Associação Latino-Americana e do Caribe de Transporte Aéreo.

Confira!

Produzida por Luanny Faustino, a coluna Diversificando debate ideias e estratégias para criar ambientes mais inclusivos em diversos nos setores de Turismo e Eventos. O conteúdo é publicado no Brasilturis Jornal na última terça-feira de cada mês; o próximo tema estará disponível em 26 de maio.

Leave a Reply