E-HTL anuncia plataforma de aéreo e aposta em pacotes de lazer

A empresa começará a oferecer pacotes de lazer para os agentes de viagens a partir de janeiro
E-HTL Viagens
Flávio Louro, diretor da E-HTL Viagens

Mantendo as aposta no público de lazer, a E-HTL anunciou a chegada de Silvia Russo, que assume a gerência de Inteligência de Produtos e tem como missão fomentar as vendas deste perfil. Para isso, a empresa anunciou que, em outubro, estará com uma nova plataforma de aéreo, com a pretensão de entregar isso ao agente de viagens a partir de janeiro. Essa novidade vai possibilitar a E-HTL a montar pacotes.

“Serão pacotes com hotéis, traslado, passeios e aéreos. Eu preciso ter o pacote eu preciso do aéreo, eu preciso compor o produto. O agente de viagens quer isso pronto. Não adianta eu ter só a parte terrestre. O cliente não chega onde precisa. A ideia do aéreo é essa. Primeiro a gente vai trabalhar a negociação de produto, em seguida começaremos a formatar os pacotes e entregar isso em uma plataforma online”, detalha Flávio Louro, diretor da E-HTL.

As novidades se complementam com a intenção de internacionalizar os serviços da marvca, que também está contando com Isabelle Greche, gerente de Novos Negócios. “Queremos ter uma empresa mais ativa no mercado internacional e contratamos a executiva para isso. Em outubro, ela começa a atuar no FIT Buenos Aires vendendo Brasil para fora por meio de uma ferramenta que temos online, que já foi teve adaptação para idiomas inglês e espanhol e para moedas dólar e euro”, conta.

Louro também afirma que, no próximo ano, além de fortalecer a internacionalização da empresa, também apresentará novos produtos e novas plataformas, incluindo cruzeiro e roteiros europeus. A intenção é entregar ambos no primeiro semestre.

E-HTL: Mercado

O diretor afirma que os resultados estão sendo melhores do que era estimado e cita, como principais fatores, o conjunto de ações realizadas pela marca, incluindo o carrinho de compras, o táxi corporativo e a possibilidade de parcelamento no boleto bancário em até dez vezes sem juros. “Está sendo um ano muito bom. Tivemos um crescimento de 37% até agosto. O táxi corporativo, por exemplo, está sendo um sucesso”, se orgulha Louro, que estima fechar o ano com crescimento de 35% a 37% na receita, frente ao ano passado.

Para fomentar ainda mais suas vendas, a E-HTL está realizando roadshows pelo País. Ao todo, serão 20 encontros até novembro, com uma média de 50 participantes em cada um.

Deixe uma resposta