E-HTL Viagens projeta arrecadação de R$ 41 milhões com lazer em 2020

A operadora aposta em nichos de luxo, resorts, ecoturismo e no preço do bilhete aéreo
E-HTL Viagens
Flávio Louro e Silvia Russo (E-HTL Viagens)

A E-HTL Viagens demonstra mais atenção com o mercado de lazer para 2020. Além do tradicional turismo corporativo em seu portfólio, a empresa traça planos para o público que busca entretenimento e relaxamento, a fim de chegar a R$ 41 milhões em vendas.

Outro ponto importante é aumentar o ticket médio de R$ 300 para R$ 800. No caso da hotelaria, a operadora soma mais de 900 presentes no portfólio de produtos, incluindo 111 resorts com pacotes para casais, famílias, luxo e ecoturismo.


LEIA MAISE-HTL Viagens encerra roadshows em 2019; último acontece em SalvadorE-HTL Viagens divulga pacotes para férias escolares de janeiroE-HTL Viagens apresenta executiva de Contas; conheça

O projeto fica a cargo de Silvia Russo, gerente de Inteligência de Produtos da E-HTL Viagens. A chegada da executiva – em outubro – tem relação com estratégias voltadas ao lazer. “A implementação dos produtos é resultado de muito estudo de mercado”, comenta.

Por fim, Flávio Louro, diretor Geral da E-HTL, salienta que a boa relação com fornecedores de excelência no mercado é fundamental para o crescimento do lazer dentro da operadora. “As empresas com as quais nos relacionamos deixa o cenário otimista”, conclui.

Novidades

Vale ressaltar que no início de 2020, a E-HTL inicia a comercialização de bilhetes aéreos.


Leia Também:

– Turismo e lazer movimentam US$ 8,96 bilhões em setembro; confira
– E-HTL aponta Silvia Russo gerente de Produtos de olho no lazer
– E-HTL anuncia plataforma de aéreo e aposta em pacotes de lazer

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui