Easy Travel Shop (ETS) está oficialmente aberta ao público final

A consolidadora de experiências Easy Travel Shop (ETS) se orgulha da nova etapa do projeto, que envolve o mercado e o público final

Easy Travel ShopEasy Travel Shop (ETS)
Equipe Easy Travel Shop

A Easy Travel Shop (ETS) anunciou a abertura de sua plataforma para o público final, conforme já estava previsto desde o lançamento, como adiantou Michael Barkoczy, presidente da empresa, à reportagem do Brasilturis Jornal na edição impressa de dezembro.

“Lançamos a ETS há três meses e realizamos muitas ações de relacionamento e treinamento ao agente de viagens. Ampliamos nossa rede de agências cadastradas e fecharemos o ano com cerca de 800 agências. Além disso, nosso portfólio de produtos ampliou significativamente. Iniciamos com 600 produtos, aproximadamente. Hoje, já estamos em 2,7 mil”, afirma Barkoczy.

Ainda de acordo com o executivo, o soft opening, que durou um mês, foi um sucesso, notada, sobretudo, pela receptividade do agente. “Tivemos sinergia com o grupo de agências. Estamos percebendo as necessidades e agregando as vendas com nossos produtos. Não podemos deixar de ressaltar nosso importante avanço com a entrada no segmento de API, fruto da parceria com a Iterpec. Todo o time está muito satisfeito e otimista”, declara.

No entanto, a empresa não para por aí. A Easy Travel Shop ainda busca mais passeios e serviços pela América do Sul e Caribe, além de atrações em capitais europeias e nos Estados Unidos. “Já temos produtos em negociação. Vamos ampliar a oferta em estados e cidades norte-americanas como Flórida, Califórnia, Nevada, Nova York e Las Vegas, além de países europeus”, se orgulha Bárbara Picolo, diretora de produtos da ETS.

Easy Travel Shop: Continuidade

Em entrevista cedida ao Brasilturis Jornal, Barkoczy anunciou que a plataforma também estará disponível para que produtores de conteúdo se tornem afiliados da empresa. A ideia é que, em suas publicações, o profissional possa ter a oportunidade, também de ser comissionado. Esse tipo de aliança visa ampliar o leque de alcance e o presidente adianta que este acordo não vai gerar ruídos na comunicação com os agentes.

Deixe uma resposta