Efeito low cost: preço médio de bilhetes cai até 23%, diz pesquisa

O levantamento do Kayak considera o efeito low cost em rotas operadas pela companhias Sky Airline e Norwegian Air

0
Efeito Low Cost

A chegada de companhias aéreas de baixo custo gerou transformações significativas no setor aéreo brasileiro. É o que mostra o estudo do Kayak, detectando queda de até 23% no custo de passagens com o efeito low cost.

Há quase um ano no Brasil, o serviço simples das empresas parece ter conquistado a confiança do consumidor. Para Eduardo Fleury, líder de Operações do Kayak no Brasil, isso passa pelo desejo do próprio passageiro.


LEIA MAISFlybondi estreia operação entre Buenos Aires e Rio de Janeiro; confiraJetsmart voará para dois destinos na Colômbia a partir de dezembroSky Airline: rota Salvador-Santiago terá passagens a partir de US$ 88

“É importante que o viajante saiba que está pagando mais barato por um produto mais simples. Se ele quiser todos serviços de bordo inclusos, deve entender que os preços sobem”, afirma.

Além disso, para o executivo, as razões para diminuição do preço de bilhetes aéreos são diversas. “Valores podem ter diminuído tanto pela oferta de passagens baratas das low costs como por estratégia de companhias tradicionais”, diz Fleury.

O levantamento observou três rotas específicas afetadas pelo efeito low cost. Uma é da norueguesa Norwegian Air e duas são da chilena Sky Airline.

Veja as variações:

Rota: Rio de Janeiro – Santiago

Efeito Low cost

Rota: São Paulo – Santiago

Efeito Low Cost

Rota: Rio de Janeiro – Londres

Efeito Low Cost

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here