Em mais uma edição Cruise Day debate problemas antigos do setor

Por: Carolina Maia

Em sua sétima edição, o Cruise Day celebra a participação massiva dos agentes de viagem, mas também lamenta que as reclamações seguem as mesmas entra ano, sai ano. Os gargalos do turismo foram debatidos durante a realização do IV Fórum Abremar. Nesta edição o ponto em questão foi a perda de mercado dos cruzeiros no Brasil para outros destinos no mundo, como destacado pelo presidente da Abremar, Ricardo Amaral em seu discurso.

“O Brasil tem um potencial enorme de viagem, porém pouco explorado e não me refiro apenas ao setor de cruzeiros marítimos. Mas para isso é preciso resolver os problemas antigos, que todo ano discutimos aqui, os gargalos, a falta de infraestrutura aeroportuária adequada para desenvolver mais o turismo interno e atrair mais estrangeiros ao País”, afirmou.

Ricardo Amaral fez questão de evidenciar a taxação de impostos sobre o combustível, que chega a ser 25% mais caro que em outros destinos. O executivo também lembrou a perda de mercado para Santa Catarina. “Esta perdendo mercado para destinos como Buenos Aires, que nesta temporada terá um crescimento de 9%. O Brasil no entanto terá um diminuição de 15% no mercado este ano, pela primeira vez em 20 anos”, comentou Amaral que enfatizou que os custos atrapalham a competitividade.

Atualmente o Brasil está na quinta posição do ranking mundial dos mercados de cruzeiros, ficando atrás apenas dos Estados Unidos/Canadá, Inglaterra, Alemanha e Itália. De 2004 para 2012 as temporadas registraram um crescimento de quase 600% no número de cruzeiristas. “Hoje temos um impacto econômico de R$ 1.4 bilhão”, disse.

Sobre a próxima temporada o dirigente da Abremar relembrou que o setor chegou ao limite. “Por conta da falta de infraestrutura necessária teremos uma queda de 17 para 15 navios em relação a última temporada”, comentou Amaral.

 

Pesquisa e parcerias

Sobre o evento em si, Amaral fez questão de destacar que desde 2006 o Cruise Day já contou com a participação de 8,5 mil pessoas. “E para esta edição estamos esperando mil profissionais e vale ressaltar que este ano temos o maior número de seminários da história do Cruise Day”, disse.

 

Em relação ao cruzeiros, uma pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) a pedido da Abremar durante a temporada 2010/2011, apontou que cerca de 63% dos cruzeiristas estavam realizando sua primeira viagem de navio e 86% tinha intenção de realizar novamente uma viagem de cruzeiro.

 

Encerrando sua fala, o presidente da Abremar ressaltou que o desenvolvimento do setor se dará através de parcerias nacionais e internacionais. “Uma das nossas missões é criar novos destinos, além de capacitar a cadeia produtiva e os agentes e debater estas questões tão complexas e tão recorrentes, para que possamos crescer no setor”, finalizou.

Carolina Maia

Carolina Maia
Carolina Maia
Carolina Maia
Carolina Maia
Carolina Maia
Carolina Maia
Carolina Maia
Carolina

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui