Embraer e Boeing têm parceria aprovada por acionistas

2
Avião - aviação - aeroportos

Os acionistas da Embraer aprovaram hoje a parceria estratégica com a Boeing. A sinalização aconteceu durante Assembleia Geral Extraordinária, realizada na sede da empresa no Brasil. Ao todo, 96,8% de todos os votos válidos foram favoráveis à transação.

Além disso, os acionistas aprovaram a proposta que estabelecerá uma joint venture. Ela será composta pelas operações de aeronaves comerciais e serviços relacionados da Embraer. A Boeing, porém, deterá 80% da nova empresa e a Embraer os 20% restantes.

LEIA MAIS:
+ Embraer e Boeing chegam a acordo sobre fusão
+ Acordo entre Embraer e Boeing recebe aprovação do governo brasileiro
Embraer e Boeing aprovam termos e criação de 2ª Joint Venture

“Essa importante parceria posicionará as duas empresas para oferecer uma proposta de valor mais robusta a nossos clientes e investidores. Além criar mais oportunidades para nossos empregados”, afirma presidente e CEO da Embraer, Paulo Cesar de Souza e Silva. “Nosso acordo criará benefícios mútuos e aumentará a competitividade tanto da Embraer quanto da Boeing.”

A transação avalia 100% das operações de aeronaves comerciais da Embraer em US$ 5,26 bilhões. Ela ainda contempla um valor de US$ 4,2 bilhões pela participação de 80% da Boeing na joint venture.

Ademais, os acionistas da Embraer também aprovaram a criação de uma joint venture. O intuito, assim, é promover e desenvolver novos mercados para o avião multimissão KC-390. Sob os termos da parceria proposta, a Embraer deterá 51% das ações da joint venture e a Boeing, os 49% restantes.

“Essa parceria global estratégica tem como base o longo histórico de colaboração entre Boeing e Embraer. Ela, aliás, beneficia nossos clientes e acelera nosso crescimento”, destacou o presidente, chairman e CEO da Boeing, Dennis Muilenburg.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here