Embratur terá orçamento de quase R$ 650 milhões em 2020

O Conselho Deliberativo realizou a primeira reunião para aprovar questões como o estatuto do órgão público e questões administrativas
Embratur
Gilson Machado, presidente da Embratur (Foto: Felipe Lima)

O primeiro encontro do Conselho Deliberativo da Embratur – agora como Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo – aconteceu na quinta-feira (19). A reunião do Conselho Deliberativo marcou a aprovação do novo estatuto do órgão turístico e a confirmação de um orçamento em cerca de R$ 650 milhões para 2020.

O ministro do Turismo e presidente do Conselho Deliberativo, Marcelo Álvaro Antônio, iniciou a reunião e participou da leitura descritiva do documento. De acordo com ele, este é um momento histórico para o turismo brasileiro.

“Com a nova agência, o Brasil se consolida e passa a concorrer, de fato, pela busca intensiva de turistas internacionais”, diz.

Como era de se esperar, a equipe técnica da agência aprovou também o manual de licitações e contratos. Outras questões acertadas foram o organograma da Embratur; plano de cargos, carreiras e salários; cessão de servidores; contratos e a instrução normativa 01/2019, que versa sobre direitos e vantagens trabalhistas da nova Embratur.

Para Gilson Machado Neto, diretor-presidente e secretário Executivo do Conselho Deliberativo da Embratur, a transformação do órgão foi extremamente importante. “Estamos aqui, hoje, fazendo história no turismo brasileiro. Turismo gera emprego, renda e divisas para o país”, afirma.

Conselho

O conselho é composto por representantes de alguns órgãos públicos:

  • Embratur
  • Ministério do Turismo
  • Ministério das Relações Exteriores
  • Ministério da Economia
  • Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento
  • Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações
  • Ministério do Meio Ambiente
  • Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH Nacional)
  • Conselho Nacional dos Municípios (CNM)
  • Clia Abremar Brasil
  • Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa)

Alguns exemplos de executivos indicados para este Conselho Deliberativo são Manoel Linhares, presidente da ABIH Nacional e agora vice-presidente do grupo de consulta; e Roberto Neldeciu, presidente da Braztoa.


Leia Também:

– Ministério do Turismo: mercado de feiras cresce e reforça setor no Brasil
– Governo publica decreto e transforma Embratur em Agência de Promoção
– Ministério do Turismo repassa R$ 34 milhões para mais de 300 cidades

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui