Embratur pleiteia redução de taxas de embarcações; confira

Em reunião no Ministério da Economia, o presidente da Embratur apresentou demandas antigas do setor

0
Gilson, Machado Neto, presidente da Embratur (Foto - Divulgação)
Gilson, Machado Neto, presidente da Embratur (Foto - Divulgação)

A Embratur está em busca da redução de impostos na compra de barcos no Brasil. O instituto apresentou um pleito para Carlos Roberto Pio da Costa Filho, secretário-executivo da Câmara de Comércio Exterior do Ministério da Economia, pedindo a redução das taxas, nesta terça-feira (13).

De acordo com Gilson Machado Neto, presidente da Embratur, este também é um dos segmentos prioritários de promoção turística do Brasil, buscando tirar o turismo náutico do ostracismo.

“Somos o país número um do mundo em recursos naturais no mundo, temos uma costa com cerca de oito mil quilômetros, água quente e sol o ano todo, além de nove mil quilômetros de margens com água doce”, apontou.


LEIA MAIS

+ Embratur visita o Tocantins e debate soluções para o turismo local
+ Setur-RN aponta ex-Riogaleão e Embratur como diretor da Emprotur
+ Embratur quer impulsionar o Brasil através da copa América

“Por isso, é de fundamental importância apresentarmos uma demanda antiga do setor aos representantes diretos do Ministério da Economia”, informou Gilson.

Segundo Osvaldo Matos, diretor de Marketing da Embratur , o turismo náutico movimenta estaleiros e produz valor agregado da ordem de US$ 100 bilhões ao ano. Na área de serviços e marinas, a atividade náutica gera em torno de três postos de trabalho por barco acima de 25 pés.

“A taxa de crescimento gira em torno dos 5% ao ano, um índice considerável. Em função disso, nosso objetivo é propor novos modelos de gestão e negócios na área, unindo conservação e desenvolvimento sustentável”, destacou o diretor Osvaldo.


Leia Também:

MTur e OMT estão próximos de assinarem acordo de cooperação; veja
SMTur abre consulta pública para Plano Municipal de Turismo 2019/21
Brasília (DF) sedia seminário itinerante do Investe Turismo, do MTur

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here