Empresário de Abu Dhabi quer transformar hotel Glória (RJ) em edifício residencial

2
Carlo Menichini

O empresário italiano Carlo Menichini, que vive em Abu Dhabi, tenta retomar as obras do edifício do Hotel Glória, no Rio de Janeiro. O Hotel Glória é primeiro hotel cinco estrelas do Brasil, construído em 1922, um ano antes do Copacabana Palace, e que hoje está abandonado.

O projeto de restauração do Hotel Glória foi interrompido em 2013, por causa de problemas financeiros do Grupo EBX, do empresário Eike Batista, que era o proprietário do hotel.

O fundo árabe Mubadala, de Abu Dhabi, assumiu em 2016 o Hotel Glória do grupo EBX, mas por causa da recessão econômica que atingiu o Brasil nos últimos anos, o projeto de reestruturação do Hotel Glória ainda não foi iniciado.

Carlo Menichini é conhecido por ter participado, com a sua empresa AHTV, em alguns dos mais prestigiados projetos de construção realizados nos Emirados Árabes, sendo o último, o novo e ultra moderno museu do Louvre de Abu Dhabi, um projeto com o custo final de 600 milhões de dólares.

Menichini já realizou parcerias com o fundo árabe Mubadala. A sua empresa, AHTV, juntamente com o Mubadala healthcare, colaboraram para a realização da Cleveland Clinic em Abu Dhabi 2012-2015.

O empresário explica que a situação do projeto Hotel Glória é bastante complexa, especialmente porque o projeto foi interrompido por muitos anos: “é uma pena ver um edifício tão bonito e de prestígio perdendo suas características únicas e inigualáveis. Espero que o escrito na placa colocada fora do edifício, omni temporae praestans (excelente ao longo do tempo), possa acontecer”.

O desejo de Carlo é transformar o antigo hotel em um prédio residencial, mantendo intacta a beleza e o estilo do edifício, em conformidade assim com o desejo do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

No que diz respeito ao uso do edifício, a probabilidade de continuar sendo um hotel é muito pequena. De acordo com estudos realizados, um investimento em um novo Hotel Gloria, atualmente, não seria lucrativo. ” Existem várias possibilidades sobre o destino do Hotel Glória, desde o uso do hotel até o uso residencial. Isso será uma decisão que a prefeitura do Rio terá que tomar”, disse Carlo Menichini.

2 COMENTÁRIOS

  1. Kakakaka este não tem Dinheiro coisa nenhuma.
    Édesses aproveitadores de turno estilo Ike Batista sócio desses “Fundos” de investimento inexistentes ( evidente que alguma graninha tem pois se associam aos políticos corruptos do terceiro mundo que administram fundos como o Previ, Postalis ETC ) e ZAS pegam pobres e incautos Velinhos que possuem ações de empresas Fantasma da Bolsa e os convencem de aplicar em fundos de “retorno” imediato , fundos Fantasmas que jamais darão retorno . É fria quem tem grana não fala bobadas faz como os Espanhóis que refizeram o Hotel Nacional.
    E outra coisa uma obra pode ficar parada 20 anos que não se deteriora absolutamente nada enm perde suas caracteristicas como este idiota fala ai em cima na sua entrevista.
    Conversa para BOI DORMIR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here