Esporte e cultura são destaques em Brasília, diz Embratur

Por: Rafael Lima

Os traços arrojados de Brasília atraem visitantes do mundo inteiro que desejam conhecer ao vivo a cidade-monumento concebida por Oscar Niemeyer e Lúcio Costa. Ícone mundial da arquitetura moderna, a capital federal vem se consolidando também como um pólo de turismo esportivo. Brasília será a sede de sete jogos da Copa do Mundo 2014. Além disso, foi a sede do jogo entre Brasil e Japão, na abertura da Copa das Confederações, que aconteceu em junho deste ano.

 

Ainda em 2013, Brasília reunirá quase dois mil jovens de 40 nacionalidades que disputarão os Jogos Mundiais Escolares – Gymnasiade, entre 29 de novembro e 4 de dezembro. Já no próximo ano, além do Mundial de Futebol, a capital sediará também o Mundial de Fisiculturismo que reunirá atletas de 70 países.

 

Para fechar com chave de ouro a rodada de eventos esportivos, Brasília foi escolhida, agora em novembro, para sediar os Jogos Olímpicos Universitários de 2019 que deve reunir cerca de 12 mil atletas de 166 países.

 

Tudo isso colabora para manter a capital federal entre as cidades que mais sediam eventos internacionais, perdendo apenas para São Paulo e Rio de Janeiro. Atualmente, Brasília já ocupa a 26ª colocação em captação de eventos nas Américas. Está empatada com Miami e Atlanta (EUA) e à frente de Los Angeles e Las Vegas (EUA), Córdoba (Argentina) e Punta Del Este (Uruguai), de acordo com o ranking do ICCA (International Congress & Convention Association).

Em 2012, a capital já recebeu 22 eventos rankeados pelo ICCA. Tenho certeza que a partir de agora esse número crescerá muito mais. Brasília tem espaços para convenções e uma estrutura hoteleira que a capacita para ser uma das principais sedes de eventos do mundo”, afirma o presidente da Embratur, Flávio Dino.

Em parceria com a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), a secretaria de Turismo do Distrito Federal também realizou nos últimos anos, uma série de ações no mercado internacional para trazer turistas estrangeiros à capital.

Leia a seguir, a entrevista com o secretário de Turismo do Distrito Federal, Luis Otávio Neves sobre o impacto dessas ações no turismo da capital:

Em maio deste ano, a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) e a Secretaria de Turismo do Distrito Federal (Setur-DF) realizaram uma exposição com fotos aéreas de Brasília na sede do Banco do Brasil em Nova York. Qual a avaliação da Setur sobre o resultado do evento?

A exposição na sede do Banco do Brasil, em uma região privilegiada de Nova Iorque, nos permitiu fechar o ciclo da primeira edição do Goal to Brasil de uma forma imensurável. Assim como na primeira edição, realizada no Chile, conseguimos, com o apoio da Embratur, potencializar nossa participação no Goal to Brasil Nova Iorque e exibir, por um mês, a incomparável beleza da nossa cidade.

Como o Banco do Brasil recebe inúmeros brasileiros das mais diversas regiões conseguimos também fazer com que eles se sentissem orgulhosos de sua capital e percebessem a importância que ela tem como Patrimônio da Humanidade. Ou seja, fizemos promoção para o público internacional e nacional em uma única ação.

Foi uma parceria fundamental para a promoção de Brasília e como sempre, um sucesso graças ao apoio da Embratur.

No ano passado, houve duas ações conjuntas: a exposição sobre Brasília na sede da ONU e o Goal To Brasil em Santiago, no Chile. Qual foi o resultado desses eventos para a Setur?

As duas ações ajudaram a dar visibilidade ao nosso destino de uma forma diferente. Brasília é conhecida nesses dois países como sede administrativa do Brasil. Com as exposições conseguimos destacar a arte, história e arquitetura do DF que ganhou destaque na imprensa chilena e novaiorquina.

No Chile, por exemplo, Brasília foi a primeira cidade contemplada pelo projeto da Embratur no Goal To Brasil e conseguimos, com o apoio do Instituto, potencializar nossa ida e criar o mês de Brasília no Chile. Fizemos exposição sobre os 50 anos da cidade e mostra de cinema e música com a apresentação do filme Rock Brasília e um show do Clube do Choro.

Com essas ações fomos tema dos Jornais e portais eletrônicos Comunicaextend.cl, Latercera.com, 35milimetros.cl, Revistaescaner.cl, Plataformaurbana.cl e La Tercera. O portal Terra, versão chilena, indicou a cidade como uma ótima opção para as férias de inverno. Cada publicação alcança um público entre 2.400 e 4 mil pessoas, por mês ou por dia, de acordo com a periodicidade característica.

Já em Nova Iorque tivemos um alcance ainda maior, pois por lá passam pessoas de diversas nacionalidades. Mostramos um roteiro encantador que revela a nossa história com a exposição “Da Modernidade a Tradição”. As fotos da modernidade de Brasília, contrastando com a secularidade de Pirenópolis despertaram o interesse de quem passou por lá. Além disso, divulgamos nossos artistas com peças do artesanato local completando a exposição.

A Embratur está apoiando a Setur na captação do evento 8º Fórum Mundial da Água. Quais as perspectivas?

 

O apoio da Embratur sempre é fundamental na captação de grandes eventos. Recentemente captamos os Jogos Olímpicos Universitários de Verão, a Universíade 2019. Durante a assembleia dos membros da Federação Internacional de Desporto Universitário tivemos um estande montado com o apoio da Embratur que nos permitiu apresentar Brasília para aqueles que iriam votar e definir qual cidade sediaria os jogos. Não tenho dúvidas de que o sucesso da nossa vitória passa também pelas mãos do Instituto Brasileiro de Turismo.

Para o 8º Fórum Mundial da Água nossa expectativa é que se repita o sucesso da captação da Universíade e sejamos escolhidos como sede, consolidando assim a capital do país como um grande destino de eventos. Acreditamos que temos grandes chances de conquistá-lo.


RL

Deixe uma resposta