Estados Unidos terá quedas de market share internacional até 2022

Segundo a U.S. Travel a queda nos Estados Unidos tem razões variadas, desde a flutuação cambial do dólar até tensões comerciais com outros países
Roger Dow, presidente da U.S. Travel Association, durante o IPW de 2019, a maior feira de turismo dos Estados Unidos
Roger Dow, presidente da U.S. Travel Association, durante o IPW de 2019, a maior feira de turismo dos Estados Unidos

Os Estados Unidos estão com menos espaço no turismo internacional. Segundo a U.S. Travel Association, neste ano, 11,3% dos turistas do exterior escolherem o País para viajarem, mas, em 2022, o índice estimado está em 10,9%. Com estes índices, o País perderá 41 milhões de viajantes, US$ 180 bilhões e 260 mil empregos daqui há três anos.

Segundo a U.S. Travel a queda nos Estados Unidos tem razões variadas. A flutuação cambial do dólar, tensões comerciais com outros países e uma maior competitividade de outros destinos internacionais são os principais motivos levantados pela organização.

“Todos estão se perguntando até quando a expansão da economia dos Estados Unidos continuará e melhorando nosso market share internacional seria uma grande forma de ajudar”, apontou Tori Barnes, VP de relações públicas da .S. Travel Association.


LEIA MAIS

+ Sul dos Estados Unidos apresenta novidades ao mercado brasileiro; veja
+ Espanha ultrapassa Estados Unidos e é segundo país mais visitado
+ Showtime! IPW Anaheim destaca oferta dos EUA para o mundo

Market Share internacional dos Estados Unidos até 2022 (Info – U.S. Travel)

Dentre as medidas para contar as baixas consecutivas, o U.S. Travel deverá renomear e expandir o programa de liberação de vistos para outros países, além de buscar diminuir os tempos de espera entre processamento e espera pelo documento autorizando a entrada em solo americano, especialmente em mercados-chave como a China.

Estados Unidos: dados do turismo para 2019

Apesar das estimativas desanimadoras, os índices para 2019 nos Estados Unidos está em alta. Segundo os dados do U.S. Travel, o País movimentará US$ 1,1 trilhão até o fim deste ano, sendo US$ 159 bilhões provenientes dos 79,8 milhões de visitantes internacionais esperados e o restante vindos de turistas domésticos.

Mudanças no Brand USA

Além disso, o Brand USA também deverá passar por mudanças, em breve. O órgão de promoção dos Estados Unidos para mercados do exterior, com dez anos de existência, deverá ser renovado pelo Congresso americano, com medidas que já estão na mão de congressistas e que devem ser debatidas nos próximos meses.


Leia Também:

Setur-RN aponta ex-Riogaleão e Embratur como diretor da Emprotur
Visite São Paulo cria comitê para fomento de ações LGBT+; confira
MTur e OMT estão próximos de assinarem acordo de cooperação; veja

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui