Etihad Airways fortalece compromisso com combustíveis sustentáveis

A Etihad Airways apresentou os seus esforços em apoio ao desenvolvimento de combustíveis alternativos sustentáveis para a aviação para o presidente do Departamento de Transportes e membro do Conselho Executivo de Abu Dhabi, Sua Excelência Sheikh Sultan bin Tahnoon Al Nahyan, e o major-general e vice-comandante chefe da Polícia de Abu Dhabi e membro do Conselho Executivo, Sua Excelência Mohammed Khalfan Al Romaithi, durante as atividades da companhia aérea na Semana de Inovação dos EAU.

Como parte da visita ao Centro de Inovação, o diretor de sustentabilidade da Etihad Airways, Linden Coppell, enfatizou o compromisso contínuo da companhia aérea para promover o desenvolvimento de combustíveis alternativos sustentáveis para a aviação em Abu Dhabi. Isso inclui a iniciativa BIOjet Abu Dhabi: rota de voo para a sustentabilidade, liderada pela Etihad Airways e criada para envolver uma ampla gama de públicos de interesse no desenvolvimento em Abu Dhabi de uma cadeia de fornecimento completa para combustível alternativo de aviação.

Foi fornecida uma atualização sobre o Sustainable Bioenergy Research Consortium (Consórcio de Pesquisa de Bioenergia Sustentável), grupo liderado pelo Masdar Institute, cujos membros incluem Etihad Airways, Boeing, Takreer, GE e Safran. O foco do Consórcio é a pesquisa e o desenvolvimento de matéria-prima com potencial para fazer combustível alternativo. O projeto principal é o “sistema integrado de energia e agricultura da água do mar”, que estuda o cultivo de uma planta tolerante à água salgada a partir da irrigação com água vinda de operações de uma fazenda de produção de peixes marinhos. A biomassa vegetal e as sementes oleaginosas da planta podem ser convertidas em combustível.

 “Estamos contentes por ter esta oportunidade para apresentar os nossos compromissos com biocombustíveis. O sistema integrado utilizando resíduos de peixe para alimentar as plantas que podem ser transformados em combustível é realmente inovador”, disse Coppell. “Ele aumenta a produção de alimentos, apoiando a criação de peixes de uma forma sustentável e sem a necessidade de água doce, que é tão escassa em nossa região”, acrescentou.

A instalação-piloto do sistema integrado de energia e agricultura de água do mar em Masdar City está atualmente sendo construído. Isso permitirá que as operações e a viabilidade do sistema sejam mais bem compreendidas antes de aumentar para uma instalação de demonstração de 200 hectares dentro de três a cinco anos.

 

FA

Deixe uma resposta