Etihad solicita mudanças na política de aviação européia

Por: Caio Salles

A Etihad Airways solicitou à Comissão Europeia que adote reformas como parte do Pacote Estratégico de Aviação para reformar a indústria de transporte aéreo da Europa. A companhia aérea defende uma política que facilite ativamente a concorrência e a escolha do consumidor, aborde carências críticas na infraestrutura aeronáutica e flexibilize as restrições de acesso a mercados e investimentos por companhias aéreas não europeias.

  

“A aviação em 2015 é global e não local. Através de uma abordagem estratégica e holística para a elaboração de políticas de aviação, a Comissão Europeia pode proporcionar uma mudança significativa, não apenas para a Europa, mas também para o benefício dos passageiros dos transportes aéreos e da indústria da aviação em todo o mundo, assim como os EUA fizeram com a sua política visionária Open Skies”, afirmou o presidente e CEO da Etihad Airways, James Hogan.

 

A Etihad Airways investiu em cinco companhias aéreas europeias – Alitalia (49%), airberlin (29%), Ar Serbia (49%), Aer Lingus (4,99%) e Darwin Airline, que opera sob a marca Etihad Regional (33%). Além de fortalecer as companhias aéreas e proporcionar mais opções para os viajantes na Europa, os investimentos da Etihad Airways sustentam mais de 17 mil postos de trabalho europeus nas companhias aéreas parceiras, e apoiam economias europeias através do aumento dos voos, melhor conectividade e investimentos locais.

 

“A Etihad Airways reconhece o enorme crescimento alcançado pela liberalização das operações aéreas dentro da Europa, e solicita à Comissão Europeia que seja agora uma catalisadora para reformas de transportes aéreos globais, atenuando as restrições ao acesso de companhias aéreas não europeias aos Estados membros e ao investimento global em companhias aéreas domiciliadas na EU” completou o CEO.

 

 

 

CS

Deixe uma resposta