ETS conclui soft opening e anuncia abertura para mais de 700 agências

As próximas fases da empresa já estão desenhadas e serão colocadas em prática até dezembro, com plataforma para público final

Easy Travel Shop
Equipe Easy Travel Shop

A Easy Travel Shop (ETS) concluiu seu processo de soft opening junto com seus cem agentes de viagens pré-cadastrados que validaram a ferramenta. O período foi essencial para a troca de conhecimentos, ajustes finais da plataforma e início da comercialização de experiências. As próximas etapas preveem abertura da plataforma para mais de 700 agências, mais de 2 mil opções de experiências no Brasil e ferramentas para produtores de conteúdo e distribuidores internacionais.

“Iniciado em 1 de outubro, o soft opening foi fundamental para os interesses da plataforma, consolidando uma grande oportunidade de troca de conhecimentos entre executivos e agentes de viagem no oferecimento de todas as ferramentas necessárias para o sucesso na abordagem ao cliente final”, comenta Michael Barkoczy, presidente da ETS, que prevê impulsionamento com a disponibilização de serviços. “A ideia é gerar novos negócios”, afirma.

Ainda de acordo com o profissional, a abertura gradual foi fundamental para apresentar os detalhes da plataforma e, sobretudo, avaliar o turismo nacional e internacional. “A troca de informações foi crucial para as nossas estratégias, já pensando nas próximas etapas. Ofereceremos uma ferramenta ainda mais completa e funcional ao mercado”, declara.

Próximas fases

Entrando na segunda fase, a empresa anunciará, ainda este mês, um novo acordo de distribuição por APIs – ferramenta de integração do sistema –, com empresas nacionais e internacionais que estejam interessadas na operação e distribuição das inúmeras experiências catalogadas pela ETS.

A terceira fase, por sua vez, será iniciado no próximo mês. A empresa inaugurará a plataforma ao público final, que poderá se cadastrar diretamente na plataforma ou no aplicativo. “O foco da distribuição sempre será via agentes de viagens. Teremos outros canais, porém, os agentes são parte essencial desse processo”, enfatiza. Ainda em dezembro, será detalhado o ambiente da plataforma em que os influenciados digitais poderão utilizar para impulsionar experiências e, assim, gerar lucro.  

A empresa atua com tecnologia em formato e B2C, que traz consigo toda a cadeia B2B. “Estamos nos adaptando as novas tendências do mercado sem deixar de oferecer q credibilidade e a confiança que o mercado de turismo e os viajantes esperam e necessitam”, finalizou Barkoczy.


Deixe uma resposta