Famtour da Azul Viagens visita Quilombo dos Palmares; veja os detalhes

O tour é um novo produto da Luck Receptivo em parceria com a Azul Viagens

0
A propriedade possui mirantes com vista para a Serra dos Dois Irmãos

Neste sábado (12), a famtour da campanha Azul da Cor do Mar de Alagoas, realizou uma visita ao Parque Memorial Quilombos dos Palmares. Localizada a 87 quilômetros de Maceió, na Serra da Barriga é o primeiro equipamento de valorização da memória e cultura quilombola.

O local de visitação inaugurado em 2007, fica a 553 metros acima do nível do mar e conta com um lago, no qual dá para visualizar as marcas das lanças que os escravos utilizavam para treinos e combates.

Lá, é possível observar a árvore Gameleira, plantada pelos negros há mais de 300 anos e a qual sobreviveu a duas queimadas, uma durante o ataque dos Bandeirantes ao Quilombo, e uma em 1997 por intolerantes religiosos.

O quilombo foi fundado pela princesa congolesa Aqualtune, escrava reprodutora e mãe do Ganga-Zumba, que mais tarde foi coroado o rei do quilombo. O refúgio abrigou cerca de 20 mil habitantes oriundos de Alagoas, Pernambuco e Paraíba.

LEIA MAISAzul premia agentes de viagens e incentiva crescimento de MaceióEmbratur e Azul acertam criação de voo Buenos Aires-Recife para 2020Governo de São Paulo inclui Azul em programa de stopover

Em sua formatação, os pequenos mocambos eram divididos por atividades, alguns eram responsáveis pelo alimento, armamento e segurança. A comunidade quilombola se estendeu por cerca de 80 hectares, dos quais apenas seis são tombados.

O Parque Memorial Quilombos dos Palmares foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em 1985. Atualmente, há cerca de 63 comunidades quilombolas no Estado de Alagoas.

Para fazer alusão ao cenário da época, pesquisadores do parque foram ao continente africano estudar a arquitetura. Na propriedade, reproduções arquitetônicas do século XVI remontam a casa de farinha, a casa do campo santo, o terreiro de ervas e as ocas indígenas.

A região foi morada de grandes líderes do movimento de resistência contra a escravidão e luta dos direitos iguais, como Acotirene, Dandara, Andalaquituche e Zumbi. A morte de Zumbi em 20 de novembro de 1695 ficou conhecida como Dia da Consciência Negra no Brasil.

LEIA MAIS
+ Maceió (AL) lança terceiro Natal dos Folguedos durante AbavAzul Viagens e Luck Receptivo completam quatro anos de parceriaMaragogi (AL) terá novo receptivo de day use em dezembro

Almoço, cultura e tradição

Em União dos Palmares, o grupo conheceu o restaurante Baobá Raízes e Tradições. Sob a direção de Maria Neide Martins, a qual é considerada patrimônio vivo do estado de Alagoas, o estabelecimento reforça em seu cardápio, decoração, preparo dos alimentos, e vestimenta, a cultura africana.

Mãe Neide, como é chamada, é responsável pela fundação do Grupo União Espírita Santa Bárbara (Guesb), no Village Campestre em Maceió, onde iniciou trabalhos sociais. Dentro da organização ela criou também o Centro de Formação e Inclusão Social Inaê, para ajudar a comunidade local.

Dentre as atividades desenvolvidas no Inaê, estão os cursos de costura, dança, teatro e música. A disciplinas são pensadas para ajudar os jovens a entrar no mercado de trabalho.

No restaurante, os visitantes podem adquirir peças de artesanato desenvolvidas pelos jovens do Inaê. Na entrada, os clientes são recebidos com banho de cheiro e música ao vivo. Redes e colchonetes ficam à disposição para descansar após a refeição.

LEIA MAISRCI Brasil inclui Riacho Doce Beach Residence (AL) em seu portfólioPratagy Beach Resort (AL) revitaliza mais 16 apartamentosAzul voará entre Salvador (BA) e Maceió (AL) em setembro

Azul da Cor do Mar de Alagoas

A famtour iniciada na última terça-feira (8), percorreu pontos turístico do litoral, como Maragogi, a Praia do Francês, a Praia do Gunga e a praia de Ipioca. A programação contou com passeio de lancha, catamarã, happy hour, música ao vivo e sessões de massagem. O roteiro foi concluído neste sábado (12), com um jantar de despedida.

“Essa ação não é somente para impulsionar as vendas, queremos que vocês saiam daqui conscientes que Alagoas é muito mais do que sol e mar, é cultura, história e gastronomia”, enfatiza Alejandro Velásquez, diretor da Luck Receptivo.

Ambientação

O passeio oferecido pela Luck Viagens contextualiza o turista desde o momento do embarque no traslado. O guia apresenta dados históricos ao longo do trajeto, para ajudar o grupo a compreender os fatos, signos e objetos da época.

Dentre os assuntos abordados, estão a arquitetura, cultura, religião, fauna, flora, dialeto, vestimenta e artesanato. A recepção no quilombo é feita por um grupo de capoeiristas que cantam, jogam capoeira e recriam poemas para reforçar a força cultural dos negros.

O tour pode ser feito às quartas-feiras e sextas-feiras, sujeito a disponibilidade de espaço, pois o parque tem o limite de 200 visitantes.

Confira na galeria os detalhes do passeio.

LEIA MAIS
+ GTA doa parte do faturamento ao Graacc e mantém apoio com insititutoRio Grande do Norte é expositor na Fitpar em Assunção, no ParaguaiBeach Park abre 300 vagas temporárias para alta temporada; veja cargos

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here