Fernando de Noronha convida setor turístico para planejar reabertura

Dentre as novas diretrizes mencionadas, haverá controle na entrada de turistas e capacidade de carga no Porto de Santo Antônio

Fernando de Noronha - venturas
Fernando de Noronha (PE). Foto: reprodução

Na última semana a Administração de Fernando de Noronha convidou órgãos e associações representativas do setor de turismo a participar de um debate com sugestões sobre a retomada das atividades turísticas pós covid-19. A iniciativa gerou um e-mail para sugestões, opiniões e comentários.

“O turismo pós-covid-19 vai ser diferente, reinventado. Mas não vai ser fácil para ninguém idealizar como será isso. Nenhum lugar do Brasil consegue mostrar com clareza e objetividade como será retomado o turismo. Nada mais justo e democrático do que chamarmos para este debate as associações e órgãos da ilha que representam diversas classes que atuam no turismo, para que se juntem a nós e assim a gente consiga fazer um protocolo de retomada do turismo setorizada para cada ambiente”, comenta Guilherme Rocha, administrador de Fernando de Noronha.

A partir das resoluções, um protocolo será elaborado seguindo ao que já vem sendo traçado com o grupo de matriz de risco do Governo do Estado, que tem a participação da Administração Distrital, Secretaria Estadual de Saúde, Secretaria de Desenvolvimento Econômico e a empresa de consultoria Deloitte.

“A pandemia da Covid-19 trouxe uma pausa e um cenário de incertezas. Por enquanto, sabemos que é importante cada um ficar na sua casa, porém as opiniões e ideias são importantes para a construção do planejamento para quando isso tudo passar. É importante termos a participação popular, mais democrática possível, para atender a todos”, pontua.

Dentre as novas diretrizes mencionadas, haverá controle na entrada de turistas e capacidade de carga no Porto de Santo Antônio. “É isso que iremos querer daqui para frente. Um turismo e um consumo da ilha diferentes, para podermos tanto oferecer uma boa experiência ao visitante como também uma boa infraestrutura aos moradores do arquipélago, preservando ainda mais a ilha, respeitando os seus limites e também oferecendo uma boa qualidade de vida para quem vive em Noronha”, ressalta.

No último dia 13, Fernando de Noronha autorizou a entrada de moradores que estavam no continente, seguindo uma série de critérios para o embarque e o desembarque. “Nós temos políticas públicas sustentáveis, como o Noronha Carbono Zero e o Noronha Plástico Zero. Também estamos investindo na infraestrutura, com obras nas vicinais, drenagem, impermeabilização, terraplanagem das vias e iluminação de LED, que já está sendo finalizada. Então, são obras tanto na infraestrutura como políticas públicas sustentáveis que precisamos colocar em prática, desenvolvendo o turismo sustentável na ilha daqui para frente”, finaliza Guilherme Rocha.


Deixe uma resposta